segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Evolucionismo, uma farsa


A teoria da evolução é muito falha e facilmente desmontada por qualquer interessado em questioná-la mais incisivamente. Só não entendo porque tanta gente acredita e aceita a evolução como um processo verdadeiro quando, de fato, os seres da criação não evoluem, e sim, se transformam.

Pesquisadores afirmam que as espécies sofrem, ao longo das gerações, uma modificação gradual que inclui a formação de novas raças e de novas espécies. Isso, entretanto, não significa evolução; pois, se pensarmos assim, partiremos do princípio que as novas espécies serão melhores e mais avançadas do que as que lhes deram origem. E isso não acontece na maioria das vezes.´

Com o advento das idéias espiritualistas ocorridas no Brasil a partir do século XX, essa noção de evolucionismo ficou mais evidenciada devido à influência dessa teoria sobre os conceitos abstratos amplamente divulgados na França e na Inglaterra nos Séculos XVII, XVIII e XIX, envolvendo o homem e Deus.

Depois da sua divulgação, tal teoria se transformou em fonte de controvérsia, não somente no campo científico, como também na área ideológica e religiosa em todo o mundo. Afirmo sem qualquer receio que o evolucionismo é uma farsa.

Até o século XVIII, o mundo ocidental aceitava com muita naturalidade a doutrina do criacionismo, outra teoria meramente hipotética sem qualquer comprovação, voltada apenas a fortalecer a crença humana em um poder sobrenatural capaz de criar e recriar toda a existência. De acordo com essa doutrina, cada espécie animal ou vegetal teria sido criado, independentemente, por ato divino.

Autor: Gesiel Albuquerque

Obs.: imagem copiada do site: http://www.lepanto.com.br/dados/Evolucion.html

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Entrantes: como são produzidos


Os entrantes são seres produzidos em laboratório e recebem uma programação específica (missão) a ser desenvolvida durante a sua permanência no corpo físico do hospedeiro.

Os construtores de entrantes o fazem como se estivessem a participar de uma indústria, semelhante ao que ocorre nas fábricas de carros. Isto é, em cada plataforma é colocada uma peça, parte ou acessório.

Construção de um entrante:

Os engenheiros de entrantes capturam a energia do indivíduo a ser implantado e a partir dessa carga energética fabricam uma criatura parecida com um humano e a programam de acordo com os seus objetivos.

Essa construção ocorre por partes. Primeiro constroi-se o corpo emocional, depois o corpo respondente, e no final colocam a programação nas suas células.

Digamos que haja num entrante a seguinte porcentagem: 20% de energia do hospedeiro e 80% de energia do laboratório onde foi construído. Nunca um entrante é totalmente indiferente energeticamente ao cedente do corpo físico.

Vou explicar os passos dessa implantação.

Passo 1: escolhe-se a vítima/alvo do processo.

Essa escolha pode acontecer por motivos nobres ou por vingança deliberada das fraternidades das sombras. Quando o objetivo é divino, o indivíduo já sabe previamente que passará por isso durante a sua vida terrena, aceitando os acontecimentos e deixando o corpo conscientemente. Quando não, o humano nem desconfia ao ser substituído e começa a sofrer todo o tipo de sordidez contra a sua alma e os seus valores ético-espirituais.

É importante salientar também sobre os casos em que o hospedeiro permanece consciente de estar a servir as forças das trevas e, mesmo assim, cede espaço em seu corpo para que o entrante se manifeste.

Passo 2: implantar a entidade entrante.

Esse processo é mais complexo porque não ocorre da noite para o dia. Às vezes, demora uma eternidade para que toda a implantação se consolide. Claro que se existir a anuência do hospedeiro, as coisas ficarão mais fáceis e menos demoradas.

A implantação entrante se dá por cirurgia espiritual e geralmente o implantado não se lembra. Ele tem apenas a sensação de haver passado por algum evento estranho, ou de ter sonhado estar caindo num abismo sem fim.

As transformações no comportamento começam a partir desses sonhos. Isso ocorre frequentemente na infância, quando estamos mais indefesos e tudo sobre o que reclamamos é visto como “coisa de criança”.

Há também situações nas quais a colocação de um entrante se dá depois de a vítima ter sofrido um acidente grave(levando-a ao coma) ou de ter passado por um trauma emocional e psicológico intenso.

Quando o propósito é nobre (ligado às hierarquias da luz), o hospedeiro recebe a entidade entrante de maneira bem tranquila. Normalmente, depois de uma meditação profunda, de uma noite de sono nos templos sublimes ou através de um choque passageiro e agradável; e pronto, o ser estará ativado.

Passo 3: Desenvolver a missão.

O entrante, uma vez instalado, passa por um processo de adaptação para, depois, desempenhar a sua missão dentro daquele novo corpo. Sua tarefa pode ser a de monitorar o planeta, vigiar o implantado, destruir a sua vida, fazer algum bem, ou mal, à humanidade, etc. Isso vai depender dos propósitos dos engenheiros que o construíram. Se servirem à luz, sua missão será sempre boa para todos. Se trabalharem para as trevas, nem precisa dizer.

Há casos raros nos quais alguns seres resolvem pessoalmente transformarem-se em entrantes a fim de desenvolverem uma missão na Terra. Nesta circunstância, o ser vem protegido por um exército de seres astrais para que o seu projeto não sofra percalços ou falhas impeditivas. Cito, por exemplo, os missionários Gandhi, Irmã Dulce, Madre Teresa de Calcutá, Chico Xavier, dentre outros.

Autor: Gesiel Albuquerque

Envie comentários.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Seres Produzidos(entrantes)


Caros amigos, preparem-se! O assunto a ser abordado agora é pouco divulgado em livros e na mídia eletrônica, mas é tão real quanto qualquer outro acontecimento humano do nosso dia a dia. Refiro-me ao processo de troca de inteligências astrais dentro do corpo físico: falo sobre os entrantes.

Muito do que é dito sobre o processo entrante chega bem perto da realidade. O que ainda se teima em afirmar é a opinião sobre o grande nível evolutivo dessas criaturas. Quero informar-lhes que, de fato, os entrantes são fruto de uma tecnologia muito avançada; mas não são, necessariamente, seres evoluídos. É difícil saber quando esse avanço tecnológico pertence às hierarquias da luz ou às hierarquias das trevas.

Normalmente, e para o nosso desprazer, a maior parte dos processos entrantes na humanidade se dá por iniciativa dos seres das fraternidades tenebrosas, moradores da crosta terrestre, ou alojados em bases alienígenas, situadas nas hiper-dimensões paralelas.

A intenção dos "engenheiros dos entrantes" é, basicamente: escravizar a raça humana, estudá-la milimetricamente e roubar dos indivíduos as suas energias emocionais, astrais, mentais e físicas. Dessa forma, os construtores do mal, pertencentes a essas fraternidades, ficam mais fortes, revigorados e mais controladores.

Se na 3D (nosso planeta) precisamos de alimentos sólidos e líquidos para repormos nossas energias físicas, nas outras dimensões, os seres astrais tenebrosos se revigoram com a energia produzida pelas emoções e pelos desejos humanos.

Quanto mais produzimos emoções e intensificamos a busca pelo “prazer”, mais doamos aos tenebrosos as nossas energias vitais. E eles continuam a absorvê-la sempre mais. Para tanto, desenvolvem uma infinidade de aparelhos e de entidades capazes de retirar o máximo da nossa força vital para deixá-los cada vez mais poderosos.

Todas as vezes em que as pessoas se encontram numa fossa emocional, estão sob a ação dos ladrões de energias, que as sugam sem qualquer preocupação com as suas vítimas. Este roubo energético provoca nos alvos dos ataques uma sensação de fraqueza, indisposição, irritabilidade, e até reações estranhas (medo, agressividade, desejos insólitos repentinos, covardia extrema, etc.).

Muitas vezes, as vítimas vão ao médico, ou ao psicólogo, e não são diagnosticadas sobre nada mais sério. Outras vezes, são induzidas a tomarem medicamentos anti-depressivos a fim de diminuir aquela sensação ruim, que é vista pela medicina como um mal-estar psicológico. Na verdade, esse processo é o resultado da ação dos tenebrosos(construtores de entrantes) contra os humanos, sem que estes nunca suspeitem.

Como se pode observar, os entrantes produzidos pelas trevas têm a função de roubar as energias e também podem monitorar e controlar nossas vidas. Entretanto, como se trata de um processo de realização complexo e demorado, os malígnos os utilizam menos. Isso não diminui, porém, o efeito destruidor desse ataque na vida do sujeito cedente do corpo astral/físico e das outras pessoas relacionadas a ele. Tudo fica mais difícil na existência do hospedeiro de um entrante.

Autor: Gesiel Albuquerque

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Extraterrestres

A humanidade tem sido alvo do interesse de muitos Ets, cuja existência, muitos não ousariam imaginar. Falo, por exemplo, dos Ets insectóides, dos astronautas e dos Ets robôs. Esses são os mais frequentemente vistos e contatados em nível de primeiro e segundo grau.

Esses ETs são muito científicos e possuem um poder mental grande. Dessa forma, eles podem ler os nossos pensamentos, sentimentos e emoções, e podem estudar, com grande maestria, o nosso código genético, fisiológico e energético.

Já mantive contato com os Ets astronautas e os Ets robôs. E já vi de longe um Et insectóide. Vou relatar, muito resumidamente, como foram essas experiências.

No primeiro contato, eu estava em frente da minha casa quanto avistei um ser parecido com um humano flutuando a uma distância aproximada de 400 metros em manobra de observação. Esse ser vestia um escafandro branco e usava um capacete hermeticamente fechado. Do alto, o Et astronauta tirava fotos de mim.

Certa vez, eu fui seguido por um ET robô. Ele aparentava ter uns 2 metros de altura e tinha a pele (lataria) na cor bronzeada, semelhante ao cobre. Ele não falava coisa alguma, mas, estranhamente, eu consegui entender o que ele queria ali. Isto é, ele consegui transmitir telepaticamente as suas mensagens; e eu as entendi.

Numa outra oportunidade, estava num determinado local quando avistei um ser gigante, semelhante a um enorme gafanhoto. Ele estava comendo capim (folhas) e nem olhava para mim. No entanto, deu a entender que sabia da nossa presença. Alguém me alertou para que eu não chegasse mais perto, ou então, seria atacado.

Vale salientar, extemporaneamente, que a maioria dos alienígenas existentes na atmosfera Terráquea não possui corpo físico. Outros possuem, porém não querem ser vistos. Para tanto, eles utilizam um avançado recurso de camuflagem e, ainda, usam materiais e roupas não refletidoras da luz. Mas eles estão entre nós, mais próximos do que imaginamos.
Autor: Gesiel Albuquerque

sábado, 11 de dezembro de 2010

Jesus X ETs

A fé é mesmo uma força que move montanhas. Essa afirmação é conhecida de todos e consta no livro bíblico que conhecemos. O incrível disso não é a frase, mas sim, a forma como a intenção é direcionada ao se produzir tal afirmação: "a fé move montanhas".

Observe! Quando você acredita no que deseja, então a sua vontade acontece no plano dimensional da 3D. Não importa se o objeto da sua fé tem história prévia ou não. Ou ainda, se tem comprovações científicas para ratificarem a crença sobre ele. Um exemplo: acreditar em Jesus como salvador do mundo. 
Sobre Jesus, a única fonte de informação sobre sua vida é a bíblia. Não há, entretanto, uma fonte histórica ou científica sequer que comprove a existência desse homem chamado de "rei dos judeus". Mas, mesmo assim, os humanos acreditam piamente nas suas supostas palavras.
O mais incrível ainda é perceber que boa parte daqueles que matariam ou morreriam para comprovar a existência de Jesus, não o fariam se a proposta fosse acreditar na existência de extraterrestres. Pergunto. Qual é a diferença? Respondo. Nenhuma.

Se não se pode comprovar a existência do homem Jesus, também não se pode provar que extraterrestre existe. Porém, acredita-se avidamente no primeiro e despreza-se, com muita segurança, a possibilidade de vida do segundo. Estranho isso, né!

Qual seria, então, a razão dessa discrepância da fé? Por que muitos homens e mulheres movem (e até removem) montanhas para pregar as palavras de alguém que, na prática, nunca existiu? Por que não ter essa mesma opinião direcionada aos Ets?

A resposta é simples. Porque a maioria dos humanos é representante dos aliens na Terra. E para os Ets, não é interessante sabermos que eles existem, pois o véu encobridor dos nossos sentidos cairia e perceberíamos as suas várias formas de manipulação mental, emocional e energética.

Há poderosos soldados alienígenas entre nós, em patamares altíssimos de influenciação pela palavra, pelo dinheiro e pela opressão, dispostos a demover de qualquer ideal o mais simples movimento voltado à descoberta das atividades alienígenas contra os humanos. Em outras palavras, os humanos são prisioneiros, e vão continuar assim por muito e muito tempo.

Só quero que saibam o quanto a humanidade é induzida a não se interessar ou a procurar, erradamente, respostas para os diversos problemas existenciais. Para isso, há muitos Ets infiltrados entre nós, fingindo ser os melhores cidadãos, dominando setores específicos dos nossos grupos sociais, atentos a qualquer manobra de despertamento e sempre prontos a fortalecer a fé humana em outros assuntos, menos na existência deles.

Quando há qualquer movimentação estranha contra os seus planos, os soldados vão diretamente aos seus chefes, no plano astral, contar tudo. Depois disso, os líderes aliens elaboram uma estratégia para aniquilar os agentes da tal manobra. Portanto, não custa nada fiquem atento.

Autor: Gesiel Albuquerque

sábado, 4 de dezembro de 2010

Seres Entrantes (ou intrantes) 1

O termo entrante (ou intrante) é o nome usado para determinar seres de origem espiritual, que não utilizam os meios Divinos para se estabelecerem e utilizarem um corpo de origem física encarnado em nosso meio. (transmigração)

O processo entrante se dá em uma cirurgia espiritual que pode durar meses ou anos, de tão delicada que é, por isso é realizada por seres que portam com sucesso implantes emocionais, mentais e alguns implantes espirituais de complexidade menos elevada.

Este tipo de cirurgia só pode ser realizada com a anuência do ser espiritual ocupante do corpo físico através de seu Eu Superior - nunca seu Eu Inferior - sendo que os métodos de convencimento aplicados ao ser implantado são diversos, mas a maioria é iludida (enganada), pensando estarem a servir a Luz de Deus; outros, através de vantagens karmicas ou materiais por toda a sua vida; e ainda, através de pactos de serviços, etc.

É comum encontrar estes seres da Luz contrária, na história da humanidade, desde a Lemuria e a Atlântida até os dias de hoje, no meio de humanos encarnados.

Fonte: http://www.eusouluz.iet.pro.br/entrantes.htm

Seres Entrantes (ou intrantes) 2

É bom citar que muitos entrantes vêm a nós com palavras e condutas de vida ilibada, baseadas em preceitos divinos de vida de forma incontestável. Então, de que forma pode servir ao mal? É simples. Quando se fornece o conhecimento a alguém que ainda não possui habilidade suficiente para lidar com ele, é bem mais fácil a este ser passar a servir ao lado negro.

Para se localizarem seres entrantes não nos parece ser muito difícil, visto que possuem grande poder de convencimento em suas palavras e estão infiltrados entre nós como lideres políticos, intelectuais, financeiros e religiosos; sendo algumas de suas palavras verdades da luz, como: respeito ao próximo, amor incondicional, etc.

Outras vezes, eles fornecem conhecimentos ocultos iniciáticos verdadeiros da energia cósmica (magia), esperando, de 100 iniciados, que 99 utilizem este conhecimento para conseguirem bens materiais ou simplesmente os levem a uma estagnação. E quando se derem conta, suas vidas físicas já tenham sido perdidas em caminhos que levaram a lugar nenhum.

Fonte: http://www.eusouluz.iet.pro.br/entrantes.htm

terça-feira, 30 de novembro de 2010

A obsessão espiritual 1

A humanidade convive com conflitos existenciais e dúvidas difíceis, ou impossíveis, de serem solucionadas. Cada um de nós se pergunta, ou já deve ter se perguntado, sobre o que está fazendo na Terra, de onde veio e para onde vai. Ninguém pode dizer que possui a resposta. Alguém poderá até falar algo para lhe servir de consolo, mas tal consolo não significará a resposta geral e verdadeira para todos.

Um dos nossos maiores medos, certamente, é o de morrer, pois não se sabe o que nos espera do outro lado; e se, ao menos, há o outro lado. O fato é: em busca das respostas, sempre nos envolvemos com ordens ou assumimos pactos, conscientes ou inconscientemente, tentando nos proteger desse mar revolto e desconhecido chamado existência.

Por causa da assunção de pactos, nos comprometemos com seres e fraternidades nada preocupadas com a liberdade dos humanos. Pelo contrário, elas querem manter a todos na incapacidade de explorar o seu "oceano existencial" para não descobrirmos outras formas mais dignas de melhor navegarmos através dele.

Ao longo desse processo, estabelecemos conexões inexoráveis, fortalecidas pelos acordos, em troca de favores e de ajudas para, em troca, oferecemos os nossos serviços astrais no controle e na ilusão instituída sobre toda a humanidade.

A coisa se processa mais ou menos assim: se somos influentes na 3d (vida material), contribuímos para a manutenção ou o reforço do status quo do apego aos prazeres e à ilusão de fazermos parte apenas dessa existência material. Se somos pouco influentes, servimos de instrumentos mais rudes (de pouca importância hierárquica) para a execução dos planos das trevas através do fomento à violência, ao pavor, à insegurança, aos desejos mórbidos, etc.
Autor: Gesiel Albuquerque

A obsessão espiritual 2

Estou falando de um processo que leva milhões de anos terrestres para se concretizar e outros milhões para ser mantido. Quando desejamos sair desse contexto e partimos para a descoberta de outras realidades que nos façam mais felizes, os nossos “donos” se voltam contra nós de maneira absurdamente odiosa, querendo destruir todo e qualquer projeto ou conquistas pessoais. E nisso, eles são hábeis. Produzem sofrimento como ninguém.Dessa forma, se instala o conhecido “processo obsessivo”.

Quero dizer com tudo isso que a obsessão é muito mais do que uma simples influenciação espiritual ou ataques de outros seres rivais. Pasmem! As piores e mais graves obsessões se dão dentro da própria família (de sangue, ou não). Isto é, o seu maior inimigo nunca foi seu rival direto, mas sim, o seu melhor amigo ou irmão, ou pai, ou mãe, irmãos de fraternidades religiosas, ou até você mesmo em outras dimensões.

Dificilmente um rival ataca outro sem conhecer com clareza as as fraquezas do seu inimigo. Quem nos ataca são os que nos conhecem a fundo, sabem dos nossos pontos fracos e como nos rastrear. Então, se você sofre com obsessão espiritual, saiba que este, ou esta obsessora é ou já foi muito próximo a você. Por isso lhe derrota com tanta facilidade.

Claro que estou falando de um processo em linhas gerais. Há casos e casos. Entretanto, o que se dá, na maior parte das vezes é a perseguição implacável de alguém próximo, indignado, ofendido, humilhado, orgulhoso ou prepotente, determinado a destruir aquele que um dia lhe foi, ou ainda lhe é, muito caro.

Saibam de outra coisa. A perseguição astral pode ser iniciada por uma razão muito grave ou por um motivo banal, alimentado pela inveja e pelo medo da perda e da derrota. Você pode estar sofrendo obsessão astral sem nunca ter mexido num fio de cabelo do seu algoz. Ou seja, basta que ele se sinta incomodado ou ofendido pelas suas atitudes ou pelos seus projetos pessoais. Ou ainda, ache você maior/melhor/mais poderoso do que ele, e o processo se iniciará sem previsão para terminar.

Deixe de pensar que sofre por merecer. Deixe de pensar no seu algoz como alguém a cobrar uma dívida sua para com ele: a dívida pode ser dele para com você. Imagine-se um prisioneiro de guerra e você entenderá melhor a minha explanação.
Autor: Gesiel Albuquerque

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Reptilianos, greys, dracos... terríveis!

Os Reptilianos têm sido lançados fora de um sistema planetário atrás de outro e estão sendo afastados para fora da Terra enquanto ela ascende para a realidade de quinta dimensão. Os Reptilianos amam mascarar-se como a Luz e são a fonte de muita desinformação, assim como de sistemas de energia que podem ser confundidos com sistemas curativos. Eles misturam só a suficiente verdade com suas mentiras para confundir os desorientados e são, de fato, a fonte de muito material canalizado.

Os Dragons são os sofisticados engenheiros malignos do controle de massas neste planeta. Eles estão por trás do controle e limitação de recursos neste mundo. Eles são originários do planeta Draconis, no Setor de Órion e foram as oposições no Conflito Original de Órion. Os Dragons e os Reptilianos invadiram este planeta em sua prematura história e tem estado aqui desde então.

Esses Dracos e seus parentes, em geral são rebeldes, mas como já alertei, existem diversas delegações que tem procurado nos ajudar, pois não concordam com a estrutura predadora de seus primos. Os Citraks e os Alfa-Dracos, são as raças dominantes da estrutura social draconiana, podendo vibrar em algumas realidades energéticas até a freqüência de 8.7 na escala dimensional, mas já encontrei intrantes dos Citraks da galáxia de Arconis na freqüência dimensional de 10.7, algo que nunca esperava encontrar, ancorado no propósito cientifico e na energia do Anti-Cristo.

Foi quando descobri o Portal dimensional do Umbral para Arconis e toda uma linhagem de Criadores de 15ª Dimensão que vampirizam seus filhos e suas criações. São os criadores da dualidade e da negatividade evolutiva dentro de diversas sociedades, entre elas a nossa própria sociedade, que é composta de almas, de diversos sistemas, muitas que vieram como exiladas de outros mundos, por terem sido reprovadas em suas etapas evolutivas, não aprendendo a amar ao próximo como uma forma harmônica de seres.

Ainda que os Dragons estejam por trás de todo o satanismo e a magia negra, eles nem sempre parecem malignos. A energia Draco pode ser enganosa e podem parecer muito formosos, doces e encantadores. Se puderem perceber por através da fachada, poderão ver uma superficialidade e frieza por trás da máscara. Há neles também uma qualidade vampiresca. Ou seja, sugam a energia da pessoa-alvo, deixando-a enfraquecida emocional, mental e fisicamente.
Os Greys(cinzentos) são aqueles que a maioria das pessoas visualizam quando se trata de forças escuras, sequestrando e colocando implantes nas mesmas. Estes seres são muito mentais e avançados tecnologicamente, mas, como raça, eles perderam seus próprios corpos emocionais através da manipulação genética da sua espécie, com a ideia de "suprimir" o comportamento violento e criminal.

Desafortunadamente, seus experimentos genéticos os deixaram incapazes de sentir: não sentem nem amor, nem compaixão, nem empatia. Isso é o que eles buscam agora dos seres humanos. Eles buscam a energia emocional que os humanos possuem e, de fato, se alimentam desta como uma droga. O que eles buscam criar é uma raça híbrida de ets cinzentos e Humanos, que os ajude a recuperar seus próprios corpos emocionais.

A fonte de muita informação extraterrestre canalizada é, em realidade, propagada pelos cinzentos, tratando de convencer as pessoas que eles estão nos ajudando numa causa digna. Eles tem mentido e enganado a muitos dos seus contatos sequestrados, para obter um suposto consentimento.

Fonte: http://apos2012.blogspot.com/2009/12/liberacao-de-implantes-espirituais.html
http://www.esoterismo.uaivip.com.br/racas.html

Implantes nos humanos

Os implantes e dispositivos de limitação espiritual são barreiras vibratórias no caminho da ascensão que bloqueiam seu progresso para a plena auto-realização. Eles bloqueiam seu caminho colocando vendas e criando falsas realidades em sua consciência e portanto, limitando o seu acesso para seu Eu Superior. Estes são mecanismos de controle externo das Forças Escuras que mantém você numa realidade dual. Ainda que haja muitos tipos, propósitos e causas, todos atuam como canais inconscientes de energia negativa em sua vida e representam laços cármicas e associações necessitam ser curadas e retificadas.

As forças escuras são seres que não honram ao Criador/Fonte. Eles buscam tomar energia e poder de outros seres em lugar de recebê-los de Deus. Mesmo tendo sido criados por Deus, eles, através de seu próprio livre arbítrio, têm participado da ilusão da separação do Mestre do Universo e têm se oposto às suas Criações no nível de dualidade. Em sua dor, eles buscam controlar aos outros. Uma forma pela qual fazem isto é através de implantes. Os grupos principais com os quais nos defrontamos aqui são os "Greys", os Reptilianos e os Dragões.

Os Reptilianos são uma raça de seres que depredam a humanidade e, de fato, buscaram cultiva-la como uma raça escrava para seus propósitos. Em consequência, eles se vêem a si mesmos como participantes na criação da raça humana e portanto, crêem que tem o direito de interferir no seu desenvolvimento. Isto significa que crêem que podem controlar a humanidade através de qualquer meio necessário. A Lei Universal que é constante é a não interferência no livre arbítrio de outro ser. Contudo, eles violam esta lei universal.

Uma das formas pelas quais se tem recebido os implantes é através de associações com diferentes organizações espirituais de natureza negativa. Isto inclui qualquer religião ou seita que utilize o controle mental e o medo para reforçar o controle de seus membros. Esses votos de fidelidade permanecem até serem revogados. Esta energia necessita ser transmutada.

Os implantes são colocados nos corpos sutis e controlam nosso acesso às frequências do EU. Quando nossas vibrações caem ao nível de dualidade e cremos na ilusão da separação de Deus, nos tornamos suscetíveis.

A maior parte da humanidade vive numa realidade dual e comprou a ilusão da separação de Deus. Quase todos estamos vivendo sob a influência de algum tipo de implante ou dispositivo de limitação espiritual. E eles ficarão até que sejam limpos.

Recordem! Os que nos implantaram querem nos controlar e fazer crer que não somos um com nosso Criador. Se não acreditarmos nisso, nos converteremos numa ameaça para eles e seremos atacados de todas as maneiras.

Fonte: http://apos2012.blogspot.com/2009/12/liberacao-de-implantes-espirituais.html

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Dilma lá, Lula cá.


Essa charge reflete com maestria a situação atual, e futura, da política brasileira. Sai Lula e entra Dilma. Ela que, sem história política e sem nunca ter concorrido a um mandato eletivo, conseguiu chegar ao posto mais alto do país.
Torço para que a Dilma realize um bom governo, fazendo do Brasil uma nação muito melhor do que é hoje, do ponto de vista econômico, social, cultural e político.
Parabéns ao Lula por ter conseguido fazer da sua candidata a primeira presidente do nosso país, o que, em si, já é um feito histórico.
Parabéns ao Luís Inácio por ter realizado um governo cordial, progressista e igualitário, proporcionando a ele uma das maiores aceitações populares da nossa história político-administrativa.
Votei no Serra, mas a Dilma e o Lula serraram, ao meio, as minhas esperanças de vê-lo lá. Penso que o José serra tem mais capacidade técnica e administrativa para o exercício da presidência. Entretanto, a maioria do povo quis assim, e assim será: Dilma lá, lula cá.
Fonte da imagem: http://eleicoes.uol.com.br/2010/album/101031vencedores_album.jhtm?abrefoto=49

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Oração a Isis


Ó Ísis!
Mãe do Cosmo, raiz do amor, tronco, capulho, folha, flor e semente de tudo o que existe.
A ti força da natureza conjuramos.

Chamamos a Rainha do Espaço e da Noite... e beijando seus olhos amorosos, bebendo o orvalho de seus lábios, respirando o doce aroma de seu corpo, nós exclamamos:

Ó, Nuit!
Tu, eterna deidade do céu, que és a Alma Primordial, que és o que já foi e o que será. Ísis, a quem nenhum mortal levantou o véu. Quando tu estiveres sob as estrelas irradiantes do noturno e profundo céu do deserto, com pureza de coração e na chama da serpente, te chamamos:

RAM-IO... RAM-IO... RAM-IO...

"As conjurações são antiqüíssimas e têm como finalidade descarregar os corpos internos de todas as larvas astrais e mentais, influências negativas, más impressões, fixações, etc., tanto externas quanto internas".
"Fadiga excessiva, dores de cabeça intermitentes, calafrios, tonturas, perturbações no apetite, dores inexplicáveis, perda de memória, tristeza, depressão, ansiedade, medo de ficar sozinho e outros medos inexplicáveis."

Fonte: http://somostodosum.ig.com.br/testes/oracoes/14.htm

Oração de libertação


Eu, ...... ,em nome de minha família, rejeito toda a influência má que me foi transferida por hereditariedade, física, espiritual ou emocional.

Coloco a cruz de Jesus entre cada geração, + (sinal da cruz) e quebro todos os pactos e alianças, bem como todo jugo hereditário negativo.

Eu amarro todos os espíritos de hereditariedade má de minhas gerações e ordeno que saiam em direção à luz, em nome de Jesus. + (sinal da cruz)

Pai, peço perdão em nome de minha família a todas as criaturas que foram prejudicadas intencionalmente, ou ofendidas involuntariamente, com a redenção e perdão incondicional de todos os atos de má fé praticados em todas as minhas gerações.

Pai, em nome de minha família, aceito o perdão, a misericórdia Divina e a redenção em nome de todos os antepassados.

Pai, quero emanar, neste momento, amor a todos meus antepassados e minha eterna gratidão àqueles que, através do amor incondicional contribuíram para minha evolução e crescimento.

Que assim seja e assim será! + (Sinal da cruz)
Que assim seja e assim será! + (Sinal da cruz)
Que assim seja e assim será! + (Sinal da cruz)

Fonte: http://somostodosum.ig.com.br/testes/oracoes/

domingo, 24 de outubro de 2010

O DNA espiritual

O DNA orgânico contém os registros de disfunções e doenças de toda uma família, porque no passado tivemos a necessidade das doenças e o nosso DNA tem o registro e o potencial de cada doença codificada como doença genética e consequentemente transmitida de geração em geração. Compreender a natureza e a função do nosso DNA do ponto de vista espiritual ajuda a entender como trabalhar com energias de cura no modo mais eficaz.

Já o DNA espiritual é o centro de informações que contém o esquema geométrico sagrado para cada uma das nossas encarnações e para a vida. A maioria dos seres humanos na Terra esta “ligada” somente aos registros do DNA nos corpos físico, emocional e mental, porque o corpo físico contém os registros do DNA para o veículo físico, mas cada um dos nossos corpos sutis contém uma série similar dos registros do DNA.

Não estamos, ainda, conectados ao DNA porque, ao longo dos milhares de anos da nossa humanização, não usamos a conexão espiritual do DNA e atrofiamos os meridianos, extinguindo canais pela falta de uso.

Para que entremos no estado sutil, devemos nos reconectar ao DNA espiritual e a esse estado, ao qual maior parte de nós ainda não tem a capacidade de ascender, pois, nas nossas memórias celulares, há um sistema distorcido de crenças codificadas no DNA emocional e mental e consequentemente no corpo físico.


Fonte: http://somostodosum.ig.com.br/clube/artigos.asp?id=7372

terça-feira, 12 de outubro de 2010

SERES INTRATERRENOS

São seres extraterrestres com características intraterrenas por viverem no interior dos planetas. Essas entidades possuem uma tecnologia superior a de muitas outras raças.

A sua missão é trabalhar as camadas interiores dos planetas. Eles dominam a tecnologia para habitar a parte oca dos mesmos e, por isso, cuidam das construções no interior da Terra, adaptando galerias para receber e proteger uma parte da humanidade contra os cataclismos futuros.

Os intraterrenos são seres provenientes de um planeta extinto na constelação vizinha a Pégasus que, em parâmetros cósmicos, é considerada próxima. O Planeta de origem deles explodiu e, por causa disso, foram abrigados em Pégasus.

Como este sistema é gigantesco, não foi difícil sobreviver. Depois de realocados, eles começaram a ajudar os mais necessitados. Nós os consideramos de Pégasus para facilitar o entendimento sobre a sua origem, haja vista os moradores daquele planeta também não serem de lá; isto é, eles viviam num sistema próximo a Pégasus.

Os intraterrenos vivem e interagem na terceira e na quarta dimensões. São físicos como nós e iniciaram os trabalhos de ativações energéticas nas pessoas antes dos extrasterrenos porque viram que podíamos suportar a sua vibração com mais facilidade, por eles serem mais densos que os extras; logo, mais fáceis de interagir na terceira dimensão. Eles tem uma base no interior de Marte, outra no interior da lua e várias bases no subsolo da Terra.

A freqüência vibracional dessas entidades é tão intensa que normalmente mexe com o campo energético emocional em outros planos dimensionais. Entretanto, ao encontrar um ser intraterreno, você poderá notar semelhança com ele devido à sua forma humanóide e poderá perceber a sua bondade porque, nesse momento, ele quer apenas ajudar e não provocar medo.

Metade desses seres já voltaram para seus planetas de origem porque terminaram seus trabalhos, ficando apenas os orientadores.

(com modificações). Fonte: http://www.projetovega-ufo.com.br/terra/seres.htm

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Acreditar em ETs

Muita gente costuma dizer que não acredita em extraterrestres. A justificativa dessas pessoas é a de nunca terem visto Ets, e só acreditarão quando os virem. Bem, isso é uma enorme contradição, já que, levando em conta este princípio, eles não devem acreditar em Deus também, pois o "nosso pai" nunca foi visto. Por que tanta vontade de ocultar o óbvio?

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

ETs desarmaram armas nucleares de EUA e Inglaterra.

Um grupo formado por seis oficiais da Força Aérea dos Estados Unidos (Usaf, na sigla em inglês) e um pesquisador de objetos voadores não identificados (ovnis) afirma que extraterrestres têm sobrevoado bases de mísseis e desativado bombas nucleares. Segundo o site TG Daily, os sete irão apresentar um documento contendo testemunhos de mais de 120 antigos oficiais militares apontando para uma "intervenção" alienígena até meados de 2003. Aparentemente, após isso eles perderam o interesse pelas bases, continua o site.

"A Usaf tem mentido sobre os impactos de ovnis em bases nucleares na segurança nacional e nós temos provas", afirma o capitão de lançamento Robert Salas. O grupo afirma que os objetos voadores não identificados têm sobrevoado locais com armas nucleares desde 1948 e que possui documentos que comprovam isso.

Em muitos casos, os mísseis apresentaram mal funcionamento ao mesmo tempo que objetos em formato de disco voavam silenciosamente nas proximidades das bases. Outro membro do grupo, Charles Halt, afirma ter visto um objeto voador no formato de disco lançando um feixe de luz em direção à base da Real Força Aérea britânica (RAF, na sigla em inglês) em Bentwaters, na Inglaterra. Após isso, ele ouviu no rádio que a "aeronave" teria pousado em uma área de armazenamento de armas nucleares.

Os ex-oficiais acreditam que os governos dos dois países "abafaram" as notícias, utilizando excelente métodos de desinformação.
Fonte: http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI4704050-EI301,00-Exoficiais+ETs+desarmaram+armas+nucleares+de+EUA+e+Inglaterra.html

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Mais sobre os Magos Negros

É urgente estudarmos as características de um mago negro para que possamos detectar, em nosso comportamento, os componentes da magia negra e os eliminarmos da nossa psicologia. Do contrário, cedo ou tarde, serviremos ao lado negro da força.

Especialidades dos Magos Negros:
Feiticeiros, espiritistas, adivinhos, conselheiros, açougueiros, falsos profetas, médicos, curandeiros, rezadores, sacerdotes, magnetizadores, hipnotizadores, bruxas, fetichistas, falsificadores, embalsamadores, etc.

A. Ataques da magia negra:

1. Durante o sono
2. Ao assistirmos aos filmes
3. Originando medo e dúvida
4. Ensinamentos confusos
5. Associações a feiticeiros
6. Prática da luxúria
7. Sedução onírica(sonhos)
8. Roubo de energia sexual

B. Quando se está em vigília:

1. Enviam pessoas para nos perturbarem
2. Empregam feiticeiros inicados
3. Aprendizes manipulados

C. Tipos de trabalhos de Magia Negra:

1. Embruxamentos
2. Feitiços
3. Bonecos
4. Material de cemitério
5. Mal olhado
6. Pragas e maldições

D. Com intervenção de elementais

1. Operações de castrações, sexo, cérebro, coluna
2. Enfermidades orgânicas
3. Originando inimizades: com amigos, familiares, alunos e conhecidos
4. Obsessões psíquicas: ideias fixas, pensamentos negativos, emoções negativas (depressão, orgulho, ilusões)
5. Através dos vícios: alcoolismo, drogas, apostas, Eus de boa e má sorte
6. Por meio de padres, pastores, preletores
7. Alguns aspectos da cultura: modas, intelectualismo, paixão esportiva, etc.

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

ETs Insectóides


Dando continuidade às informações sobre ETs, quero falar sobre os insectóides. Essas criaturas são provenientes de um planeta de classificação zeta (ou zera/zebdaá) e são muito parecidos com gafanhotos, com os louva-deuses, ou ainda, com a libélula.

Há, também, alguns deles semelhantes às vespas e às aranhas (mais raros em nosso planeta). Todos estão entre nós há milhares de anos e sua presença tem sido registrada ao longo do tempo, inclusive com relatos na bíblia ou em desenhos antigos nas cavernas.

Os ETs insectóides são muito agressivos e repugnantes. Não têm qualquer afinidade com a humanidade e alguns fazem experiências genéticas, misturando o nosso DNA ao deles. Não possuem emoção, porém são altamente telepáticos e fisiologicamente frágeis, o que os torna vulneráveis aos ataques dos outros ETs.

Alimentam-se de carne vermelha e de extratos produzidos em suas gargantas, após comerem vegetais; processo semelhante à forma de se alimentar dos bovinos: ruminando.

Estes alienígenas têm o poder de se teletransportar no tempo e no espaço porque deteem tecnologia holográfica. Muitos não têm corpo físico, facilitando assim toda a forma de transporte.

Os que vivem na 3D conseguem projetar imagem tridimensional de si para qualquer lugar da galáxia, como se fosse o próprio et em carne e osso. Detalhe: eles conseguem manipular mentalmente as outras criaturas; e se quiserem, podem conduzí-las à loucura.

Esses insetos aparentam ser amigáveis, sempre objetivando dominar a sua futura vítima. Vale salientar que, ao agir dessa forma, buscam atingir alguma fraqueza da criatura-alvo com vistas a dominá-la mental e emocionalmente.

Eles passam a impressão de estar constantemente em outra dimensão. Mesmo quando os vemos, parecem não estar conosco, mesmo estando, entende?

Essas criaturas querem a guerra e o confronto e buscam causar confusão mental e emocional em suas vítimas. Quando caçam, procuram não deixar espaço para elas fugirem; por isso, sempre atacam em bando.

Os insectóides costumam produzir imagens holográficas de anjos ou seres humanos idolatrados pelo homem, na intenção de enganar facilmente os incautos que, sem nunca imaginar, fazem tudo o que eles sugestionam telepaticamente.

Possuem naves espaciais velozes e já conseguiram desenvolver um tipo de motor aeroespacial alimentado por energia proveniente dos minerais retirados do seu planeta de origem. Tais minerais liberam energia muito poderosa e duradoura, capaz de alimentar naves ou cidades por longos períodos. É possível que na Terra haja mineral idêntico, ainda não descoberto.

Entre nós, há muitos humanos com DNA insectóide, e outros tantos disfarçados de humanos, adormecidos ou plenamente conscientes do que são, e qual a sua missão entre nós.

Apenas uma dica: os bandidos (ladrões, traficantes, assassinos em série), quase todos, possuem grande quantidade de moléculas do DNA insectóide.

Autor: Gesiel Albuquerque

sábado, 18 de setembro de 2010

Os ETs aquáticos e os seres humanos.



Os humanos pertencem a um grupo de seres galácticos provenientes de vários planetas do universo. Ocorre que, dentre as várias “espécies alienígenas” formadoras da nossa genética, destacam-se os seres aquáticos. Quem são eles? Bem, essas criaturas vivem em mundos totalmente submersos em líquido, não especificamente a água. Em vários planetas, há líquidos de composições químicas diferentes do H2O (a molécula da água).
Nesses mundos, existem cidades cravadas em depressões submarinas e protegidas por bolhas subaquáticas gigantescas.
Os habitantes dessas cidades são semelhantes aos humanos, com pequenas diferenciações. Por exemplo, alguns deles possuem barbatanas e respiram por aberturas sobre a pele. Outros possuem um sistema de filtragem dos líquidos, o que lhes permite retirar dele as impurezas ou partículas desnecessárias ao seu organismo, como o sal, as algas e outros elementos, instantaneamente.
Os seres aquáticos são detentores de grande tecnologia bélica, industrial e química. Esses seres-peixe possuem motocicletas espaciais, barcos voadores e podem, também, se teletransportarem para qualquer lugar, inclusive, viajar no tempo.
Para se comunicar, eles utilizam a voz, mas podem usar a telepatia. Muitos desses seres se parecem com golfinhos. O detalhe é que podem, além de nadar, andar como seres bípedes.
Do ponto de vista do caráter, os aquáticos são belicosos, pois deteem grande conhecimento científico para, por exemplo, produzir bombas nucleares ou fabricar aparelhos de controle mental. Portanto, não é uma boa idéia aproximar-se desses seres, já que eles não demonstram qualquer interesse em conhecer outras raças, e nem o de manter com elas qualquer intercâmbio.
Os aquáticos sabem manipular os cristais. Através de um processo estranho a nós, eles conseguem potencializar as energias disponíveis em seu habitat para fortalecerem os seus experimentos científicos na fabricação de bombas, nas plantações, no controle mental, na modificação genética, na clonagem, em holografias, e até na aplicação de magia negra.
No planeta Terra, há diversos humanos com a genética dos seres aquáticos. Alguns são, inclusive, seus espiões, os quais informam aos seus líderes tudo o que se passa no planeta e quais as possíveis implicações contrárias aos objetivos deles para com a humanidade.
Próximo artigo será sobre os ETs insectóides.
Autor: Gesiel Albuqerque

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Alienígenas entre nós

A raça humana guarda informações genéticas de várias outras raças alienígenas. Por isso, nos deparamos com tantos visitantes físicos e astrais ao nosso universo. Dentre os alienígenas mais próximos de nós, estão os robôs e os astronautas, sobre os quais eu vou tecer alguns comentários.

Os robôs são seres advindos de uma galáxia muito distante e extremamente mais desenvolvida tecnologicamente do que a nossa. Nesse local cheio de planetas (pelo menos uns duzentos por quadrante), os seres dispõem de recursos de manifestação bastante diferenciados dos nossos. Eles não precisam, por exemplo, de utilizar a voz para se comunicarem; em lugar disso, usam a telepatia como ferramenta de comunicação.
Os seres robôs dessa galáxia recebem uma programação semelhante ao que se faz com o disco rígido de um computador, manipulado por uma CPU principal, subdividida em vários outros computadores usados para controlar uma área específica do planeta. Para explicar melhor, é como um presidente e seus ministros. O presidente é a figura central e os ministros cuidam de setores específicos.
Por causa dessa programação e devido à sua força telepática, os seres robôs possuem grande poder hipnótico e são capazes de alterar a programação original dos outros seres, inclusive a dos humanos, com a instalação de crenças reiteradoras do medo, da culpa e do remorso. Tais programações paralisam a criatura-vítima e a impedem de acessar a sua essência divina.
A forma física desses ets lembra a de um robô transformer (vejam o filme), são altos e quadrados. Geralmente, apresentam uma cor bege ou marrom metálico (bronze), não demonstram emoção ou reações abruptas; e possuem um comportamento mecanicamente programado.

Os seres astronautas provêm de uma galáxia vizinha à nossa, quase paralela, porém, numa outra dimensão. Eles não possuem corpo físico, mas não se adaptam à freqüência energética do nosso planeta; por isso, usam escafandros (roupa de astronauta) para impedir o efeito da “radiação” sobre seus corpos; semelhantemente ao que ocorre com os astronautas humanos, quando saem da Terra.
Eles nos vigiam do alto e, de lá, tiram fotos de pessoas ou lugares com o fim específico de agirem contra as pessoas escolhidas ou destruirem projetos sociais, políticos e bases de outros ets debaixo da terra, etc.
Eles também se comunicam telepaticamente mas, quando estão entre nós, nunca tiram os escafandros; por isso, é muito difícil vermos os seus rostos. esses ets mantêm uma distância mínima de segurança em relação aos humanos e à força gravitacional do centro da Terra. Costumam ficar a entre oitenta e cento e cinquenta metros distantes de nós, lá do alto, nos espionando.
O tipo físico deles é considerado humanóide, mas não são muito altos (no máximo 2 metros de altura). Aparecem geralmente em sonhos e podem interferir na humanidade através de experiências genéticas ou podem, também, vender informações sobre a nossa constituição astral e genética para outros ets, com vistas a que estes implantem chips, agulhas e elementais em nossos corpos energéticos.
Os ets astronautas foram vítimas de explosões nucleares em seus planetas, em épocas muito remotas, causadas por irresponsabilidades ao conduzirem experiências com materiais químicos de alto poder destrutivo. Restam poucos deles no universo. Por isso, eles lutam contra o tempo para não serem extintos, já que não podem se reproduzir, e nem ter um corpo de carne e osso. Esses seres não possuem emoção e são, o que conhecemos aqui na Terra, como muito perversos e frios.
Há outros alienígenas entre nós. Sempre que possível, falarei sobre eles e darei a sua tipificação. Muitos deles jamais foram contatados pelos chamados "ufólogos", nem pertencem à classificação tradicional que estamos acostumados a ler em livros e em sites.
Refiro-me, por exemplo aos seres golfinhos, que são ets provenientes de mundos aquáticos bem distantes do nosso. Uma fração significativa da humanidade é originária desses mundos e carrega o dna de peixe, literalmente. Já ouviram falar dos seres com cara de peixe? Isso é real!
Mas isso, eu falarei posteriormente.
Autor: Gesiel Albuquerque

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

VOTOS, ACORDOS E CONTRATOS.

Numa época primitiva os homens não conseguiam compreender os fenômenos da natureza. Acreditavam que tudo o que acontecia era proveniente da vontade dos deuses. E, por isso, faziam promessas e pactos, prometendo que se a tempestade, o calor, ou qualquer outra força natural amenizasse, iriam prestar oferendas a esses deuses por toda a eternidade.

Os votos ou contratos feitos em vidas passadas são dispositivos de limitação espiritual na nossa vida atual. Eram feitos por total ignorância e, muitas vezes, formavam alianças ou associações eternas. Esses acordos do passado afetam a vida de um indivíduo, até que sejam renunciados. São as principais causas de problemas físicos e psíquicos nesta vida.

Os votos podem ser feitos em várias situações. Imagine-se vivendo na Idade Média como um monge, internado num monastério, passando por iniciações, cultos, rituais cabalísticos, promessas, juras, votos de pobreza, castidade, celibato, obediência, silêncio, dedicação e casamento com Deus, erradicando de dentro do seu ser todo e qualquer desejo ligado à vida material. Hoje, deseja ser um profissional de sucesso, ter dinheiro, bens materiais, ser reconhecido, se relacionar sexualmente bem, constituir família e não consegue atingir os objetivos de uma forma satisfatória. Por que? Porque os votos feitos em outras vidas funcionam como um limitador, um freio de mão puxado que, por mais que se acelere, o carro não desenvolve. Procura se esforçar, investir, trabalhar, se dedicar, mas as coisas nunca dão certo, ou melhor, não acontecem como deseja ou planeja. O dinheiro sempre falta, o trabalho é enfadonho e os relacionamentos afetivos são insatisfatórios. Uma sensação de vida vazia paira sobre você.

O resultado desses compromissos passados fica sempre impregnado na nossa memória astral, nos registros akáshicos. A cada encarnação trocamos de corpo biológico, mas não nos livramos desses arquétipos. Esses votos de fidelidade (contratos) permanecem conosco até que o revoguemos. É preciso que esta energia seja transmutada, pois não nos permitirá viver na quarta dimensão, como deveríamos viver, se esses laços não forem totalmente transmutados e renunciados.

Esses laços cármicos também podem ser feitos com associações a certos indivíduos ou lugares e sempre irão nos afetar de forma negativa, tais como os pactos de sangue e as juras de amor eterno. O sofrimento de hoje pode ser um eco do passado.

Pacto é sinônimo de ajuste, convenção ou contrato. A literatura está cheia de relatos de pessoas que firmam acordos com a força inferior para obterem favores em troca de pagamentos. Estes ajustes primam pela informalidade, onde o pactuante não conhece a extensão das obrigações que está assumindo. Assim, acredita que o pagamento quitará o débito, mas se esquece de que os acordos podem gerar cobranças intermináveis.

Os acordos, contratos ou vínculos com os núcleos de magia negra, ainda que eventuais (sem habitualidade), também são uma das razões para que alguns esforços de liberação sejam pouco profícuos, ou mesmo que não tenham êxito. Neste caso, é muito importante que a pessoa tenha uma participação ativa e consciente no processo da quebra do contrato.

Embora os metafísicos compreendam que os pactos não são uma forma de contrato expresso (escrito), reconhecem que a natureza contratual tácita (não escrita) das relações de afinidade geram obrigações entre o contratante e o contratado.
[...]
Os pactos, portanto, são formas de limitação espiritual, que podem ser originárias de votos de pobreza, castidade, obediência, fé, fidelidade, etc. ou contratos de empreitadas com irmandades espirituais negativas, alianças profanas ou associações, que, por vezes, transcendem mais de uma encarnação e que afetarão a vida do indivíduo até que sejam renunciados (ainda que em outra encarnação), porque possibilitam as reclamações de “direitos e deveres”.

O distrato precisa da especial intervenção do Conselho Cármico. Essa intervenção pode se dar sob a forma coercitiva, obrigando o algoz a interromper a cobrança, mas tem que existir um firme desejo da pessoa de romper este pacto, revogando e renunciando a todos e a cada um dos compromissos de fidelidade firmados.
Autor: Natan-Kadan
Fonte: http://somostodosum.ig.com.br/clube/artigos.asp?id=12651

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

A QUEBRA CONSCIENTE DE VOTOS E CONTRATOS

Diga em voz alta:
Neste momento, estou a quebrar todos os votos que fiz para viver a ilusão da inconsciência.
Como portador da Luz de minha linhagem genética, quebro esses votos em meu nome e em nome de todos os meus ancestrais.
Revogo e anulo esses votos destituindo-os de valor para esta encarnação e para todas as outras através do tempo e do espaço, das realidades paralelas, dos universos paralelos, das realidades alternativas, dos universos alternativos, de todos os sistemas planetários, de todos os sistemas de Origem, de todas as dimensões e do Vácuo.
Peço para ser libertado de todos os cristais, mecanismos, formas-pensamento, emoções, matrizes, disfarces holográficos, memórias celulares, falsas ideias acerca da realidade, limitações genéticas, bem como da morte. AGORA!

O que são clones?

CLONES, espiritualmente falando, são vibrações energéticas, em linguagem corrente.
São cópias electromagnéticas. Existe o ORIGINAL, e as cópias, CLONES
O que vemos quando um médium incorpora e diz que é a sua mãe ou pai ou..., é apenas um clone, ou cópia deles. Onde é que está o original? Está no fundo.
Imaginem uma cebola, e comecem a tirar as folhas exteriores(clones) no fundo está o miolo(o original)
Existe uma terapia (NTT) que nos leva, gradualmente, ao original guardado pelos criadores para o benefício deles. É daí que eles nos sugam a energia.Em contrapartida encheram-nos com clones feitos à imagem e semelhança do original, para sentirmos que somos nós. E nós estramos nessa sem desconfiar de nada.
O EU sou EU, só é alcançado quando chegarmos ao nosso Original.(sem clones,sem identidades)
EU SOU... é o contrário do EU sou EU e implica clones.
Fonte: http://tiagociriaco.net/forum/viewtopic.php?f=8&t=20

DIFERENTES TIPOS DE IMPLANTES E DISPOSITIVOS DE LIMITAÇÃO ESPIRITUAL

Os implantes das batalhas da dualidade são conseqüências das guerras, tais como as de Órion, Sírius, Maldek, Arcturus e as das Plêiades. Os implantes da Historia da Terra foram realizados com base nos acontecimentos dos períodos das sociedades da Lemúria e da Atlântida. Isto inclui também todas as limitações auto impostas, impedimentos mágicos, implantes de cristais tridimensionais e os “códigos 666” de limitação.

Implantes vivos: são fixados nos corpos mentais e emocionais das pessoas e são chamados de parasitas do corpo mental e emocional.Eles podem ser a causa espiritual de muitas enfermidades físicas. São um tipo de armamento psíquico que se manifesta no campo energético como uma espécie de arma.
Esses dispositivos podem representar traumas de vidas passadas e memórias corporais traumáticas (ex: memória de haver sido assassinados com a arma ou dispositivo que lhes é implantado). Esses dispositivos podem ser responsáveis por vibrações negativas atuais. As entidades podem ser qualquer espírito desencarnado com algum laço ou cordão que se conecta a você e podem pertencer a uma vida atual ou passada.

Formas-pensamentos: podem ser qualquer pensamento negativo e podem ser enviadas para você na forma de negatividade, maldições, feitiços, etc.

Implantes cinzentos, reptilianos ou draconianos: são as energias dos extraterrestres negativos, que continuam ativas na Terra através das implantações que realizaram.

Encobrimentos: são dispositivos de limitação espiritual que consistem em votos ou contratos com irmandades espirituais negativas, alianças profanas ou outras associações, feitos quando você se encontrava sem um guia interior, ou separado de Deus.
Estes votos e acordos afetarão a sua vida até que você os renuncie, através dos sonhos ou nos planos internos; e são a causa principal da interferência espiritual no seu caminho, nos níveis físico e psíquico. Esses votos podem também ser de pobreza, castidade ou obediência, etc.
Os acordos ou contratos implantados são os que mantêm os implantes em seu lugar e são os que fazem-no regressar à 3D, se não forem renunciados. Essa é a razão principal para que algumas técnicas de liberação não sejam bem sucedidas. Por isso, é necessário ter a participação consciente no processo de liberação.
Fonte: http://www.tiagociriaco.net/forum/viewtopic.php?f=7&t=120

Reptilianos... email

Olá pessoal,

Encontrei um email intrigante sobre quem, de fato, somos e o que fazem os reptilianos conosco, sem que tenhamos a menor desconfiança.

"OLÁ HM,
OBRIGADO POR MAIS ESTA INFORMAÇÃO IMPORTANTE
E PELA INFORMAÇÃO QUE O ALEX LANÇA. CONSIDERO O MELHOR E MAIS CORAJOSO QUE JÁ VI ATÉ HOJE. MUITO REAL, ELE FALA SOBRE COISAS QUE EU SABIA MAS NÃO ME ATREVERIA CONTAR A NINGUÉM.
ELE É BASTANTE CORAJOSO AO CONTAR ISSO TUDO, EMBORA OS REPTILIANOS SAIBAM QUE SÓ O CONHECIMENTO DA VERDADE NÃO É O SUFICIENTE PARA APAGAR TUDO QUE FOI IMPLANTADO DENTRO DE NÓS.
SE O ALEX FIZESSE NTT, NÃO TERIA PROBLEMAS, PORQUE JÁ TERIA RETIRADO PARTE DO FOGO SEXUAL, QUE DÁ AOS REPTILIANOS) ENERGIA PARA NOS DESTRUIR POR DENTRO.
TODOS OS HUMANOS TEM IMPLANTES DE SERES REPTILIANOS, E ATÉ UM CÉREBRO REPTILIANO. ELES NÃO PRECISAM APARECER NA NOSSA FRENTE, POIS SEMPRE ESTIVERAM DENTRO DE NÓS.
SOMOS HÍBRIDOS, E ALGUNS DRACONIANOS E ZETA RETICULIANOS E REPTILIANOS MORAM (ATRAVÉS DOS CLONES DELES) DENTRO DE NÓS.

QUANDO ELES COMEÇAM A FALAR DO AMOR, É PRIMEIRO SINAL QUE JÁ FORAM APANHADOS. DO OUTRO LADO DA MOEDA, ESTÁ O IMPLANTE DO ÓDIO, CRIADO PARA NOS SUGAR O SANGUE.
O IMPLANTE DO AMOR É APENAS A ISCA PARA ATRAIR AS ALMINHAS CARENTES QUE, AO OUVIREM FALAR DE AMOR , DÃO TUDO PARA TER UM POUCO DE PAZ NOS CORAÇÕES. É UMA ARMADILHA!
O IMPLANTE DOS SERES NEUTROS QUE COORDENAM AS DUAS FACES É O QUE BANCA COM ESSE SANGUE E ENERGIA SEXUAL SUGADA DOS HUMANOS.

SE REPARAREM BEM, A SOLUÇÃO QUE O ALEX COLLIER DÁ PARA ESSE PROBLEMAS É, ORAR, MEDITAR, SER FORTE, TER CONSCIENCIA, NÃO ACEITAR E TER CUIDADOS.
TÍPICAMENTE UM RELIGIOSO(DAS ANTIGAS) A FALAR. NAÕ BASTA.ESSA VIA NUNCA FUNCIONOU E NUNCA IRÁ FUNCIONAR.
TEMOS QUE LIBERTAR A PARTE DA CARGA HÍBRIDA(REPTILIANA) QUE ESTÁ DENTRO DE NÓS, PORQUE É ESSA, A NOSSA(ÚNICA) E GRANDE DESGRAÇA. É O QUE OS PROGRAMAS DA NTT FAZEM".

domingo, 22 de agosto de 2010

Somos reptilianos


Saibam todos que somos reptilianos. Há muitos textos na internet falando sobre estes seres e suas formas de atuação sobre o planeta Terra.

Acontece que os reptilianos já se encontram entre nós há milhares de anos. Eles, na verdade, estão dentro de nós, pois o seu DNA foi misturado ao nosso e, por isso, carregamos as suas características alienígenas típicas.

Vou citar algumas delas:

A) Os reptilianos não sentem amor. Na verdade, eles se apegam mentalmente e, por causa disso, não sabem lidar com a perda. Por isso, às vezes, matam;

B) Estes seres são obsecados pelo poder, principalmente aquele que escraviza a vítima e domina, nela, os pensamentos e vontades;

C) Os reptilianos não suportam a tranqüilidade, preferindo a agitação e o atrito. Por isso, gostam tanto da guerra;

D) O cérebro reptiliano é hábil em determinar a sua razão, independentemente da lógica coletiva ou daquilo considerado moral e legalmente aceitável. Isto é, vale o que ele pensa ou quer; danem-se os outros.

Isto e muito mais faz parte da genética reptiliana. Uma dica: observe se o comportamento dos humanos não é igualzinho ao que foi comentado: somos, de fato, reptilianos.

Eles já estão no nosso DNA; e nós já assumimos o deles, infelizmente.
Por favor, não coloque a língua para fora como um lagarto ou uma cobra. Ou então, saiba! Você é reptiliano.

Autor: Gesiel Albuquerque

sábado, 21 de agosto de 2010

Tipologia Extraterrena

Tipo 1: Entidades ou Alienígenas invisíveis, muito difíceis de serem compreendidos por nossa mente, porque praticamente são pura energia mental.Sua atividade primordial é influenciar a mente dos humanos e eles muito tem com as inovações religiosas, com novos movimentos místicos, novas seitas, com correntes de pensamento sociológico e filosófico. Parece que já habitavam a Terra muito antes que os homens aparecessem por aqui.

Tipo 2: Sao acinzentados por causa da cor da pele. Também são chamados Reticulianos (pois provem de Zeta-Reticuli). Medem de 1,20 m a 1,40 m e tem uma cabeça grande e calva. Possuem olhos rasgados de modo muito acentuado, bem mais que o homem do tipo oriental. Excessivamente mentais, dominam por completo a telepatia. São entidades separadas entre si, mas fazem parte de uma mente única ou grupal. Sua consciência personificada esta pouco desenvolvida. Para as ambições deles mesmo, esse seria um ponto fraco. Seu propósito final é o pináculo do conhecimento tecnico-cientifico,por meio do qual pretendem dominar o mundo. Dominam com toda a facilidade a objetividade dita material e podem inclusive mudar de aparecia física, alem de sempre estarem criando robôs biológicos ou andróides. Interessam-se pelas experiências genéticas porque querem confundir-se com os humanos. Pretendem suscitar uma raça híbrida superior a eles mesmos e aos homens terrestres. Interessam-se muito em monitorar as mentes de certos seres, por meio de micro-aparelhos que eles implantam nas cabeças dos mesmos, quando seus "escolhidos" são ainda crianças. Sem que os pais suspeitem de nada, tais "eleitos" são visitados de sete em sete anos. Com essas manobras, adquirem conhecimento a nosso próprio respeito e, por meio de uma doutrinação quase despercebida, vão implantando em nossa sociedade aquilo que eles chamam de "inculcacao de certas idéias que nos interessam". Os Reticulianos rechaçaram certos acordos que diversos governos da Terra tentaram fazer com eles. Favorecendo-os com certas vantagens, tais governos, em troca, queriam tecnologia avançada para ser usada militarmente.
Fonte: http://members.fortunecity.com/andrebeck/04reptilians.html

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Robson Pinheiro..

O local parecia uma das cúpulas de poder, um conjunto conhecido entre os chefes de legião das sombras como Pavilhão dos Invencíveis. O nome imponente já representava o orgulho e a pretensão dos soberanos daquela dimensão das trevas. A construção se erguia entre diversas outras, e sua arquitetura soberba não parecia algo terreno, humano. Havia mesmo algo de inumano na aparência do lugar, algo que não poderíamos definir. O emblema da suástica encimava o pórtico do pavilhão.
[...]
Os cientistas astrais desenvolvem atualmente seres artificiais ou clones que poderão ser extremamente eficientes na manipulação mental dos representantes políticos de muitas nações. Nossos agentes estão por toda parte, objetivando colher o máximo de informações, para então submetê-las à apreciação dos senhores de nosso império."
Autor: Robson Pinheiro
Livro: um olhar sobre as sombras

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

A destruição da Terra

O sistema solar possui oito planetas. Destes, apenas a Terra é habitada. Pois bem, saibam que os humanos já habitaram os outros sete. Contudo, devido à sua natureza destruidora e desequilibrada, eles destruíram as suas moradias com bombas nucleares, com experimentos genéticos e guerras. O que antes era cheio de vida e de belezas naturais inigualáveis (planetas do Sistema Solar), hoje é o retrato fiel da destruição.
A raça humana, juntamente com alienígenas cientistas, tem destruído planeta por planeta por onde passam. O próximo é a Terra. Veja! Eu disse o próximo é, e não o próximo será. Por que digo isso? Porque a destruição desse planeta vem ocorrendo desde que os humanos chegaram aqui. Com o aumento populacional, a humanidade acha que deve destruir matas, florestas, rios e animais para dar lugar aos que chegam ao planeta todos os dias.
Saibam que há inúmeras formas de vivermos em paz com a Natureza. Entretanto, é mais fácil destruir do que equilibrar a necessidade de sobrevivência com o uso dos recursos naturais.
Se essa situação permanecer, teremos pouco mais de 300 anos aqui na Terra, e novamente, deveremos procurar uma outra casa. A meu ver, dessa vez, será mais difícil. Pois a casa mais próxima de nós, passível de ser habitada, está a milhões de quilômetros, em outra galáxia. Mas isso, talvez os carniceiros alienígenas astronautas consigam resolver.
Autor: Gesiel Albuquerque

domingo, 25 de julho de 2010

Sobre as ações dos seres das trevas.

Não se sabe um milésimo da variedade de ações tenebrosas e perversas engendradas pelos seres das trevas (magos negros e alienígenas). A maior parte da literatura sobre o tema é pífia, explica pouco e detalha ainda menos.
O maior mérito dos textos sobre as ações dos tenebrosos no plano astral é mostrar aos humanos o quanto somos atacados e o quanto estamos vulneráveis aos seus sortilégios. Impressiona-me a facilidade com a qual esses seres nos atacam e nos dominam. E para isso, eu não tenho resposta.
Ao contrário do que muita gente pensa, os seres tenebrosos agem, também, enquanto o indivíduo está acordado, implantando nele objetos ou cascões astrais, sem que ele desconfie do que está ocorrendo.
Uma forma muito prática e eficaz deles nos atacarem, enquanto estamos acordados, é a colocação de agulhas imantadas em nossa nuca. Observe sua nuca! Veja se não há bolhas inflamadas parecidas com espinhas, e quando você espreme, não sai coisa alguma. Se você não tem reação alérgica nessa região, se tais bolhas não são espinhas, pode ser um sinal indicador da existência de implantes colocados com o objetivo malígno de nos monitorar e de roubar as nossas energias.
Mesmo não havendo bolhas, não quer dizer que não estamos implantados. A diversidade dessas peças e seus propósitos é imensa. Só não sei como nos defendermos desses ataques.
Tudo o que é dito sobre proteção espiritual e sobre o equilíbrio interior, que nos levam à imunidade contras esses objetos e aparelhos, é falácia. Há um pouquinho só de verdade nisso tudo, mas o resto é pura fantasia. A verdade é que estamos desconectados das forças da luz, e portanto, desprotegidos. Quem tem algum tipo de proteção, o faz pelos pactos sinistros com os regentes das trevas; e isso ocorre com a maioria absoluta da população da Terra.

Implantes astrais no ser humano.

Alguns tipos de implantes são produto da história da interação com as forças escuras durante nossas numerosas batalhas na dualidade em diversos sistemas planetários.

Todos temos sido capturados, muitas vezes, nesta ou noutras vidas e temos sido sujeitos de implantação de um tipo ou de outro.

Ao encarnarmos neste planeta, continuam as batalhas da dualidade. Os dracos e os reptilianos chegaram a este planeta durante o período da Lemúria. Depois da queda real da Lemúria, a Atlântida também caiu. Foi durante essa derrocada que os implantes se dispersaram no planeta. Estes seres usaram implantes para dar força ao seu controle.

Algumas vezes, os processos de implantação matavam o corpo e os seres humanos só despertavam numa outra encarnação, sem poder e sem memória. Como consequência desse processo durante algumas vidas, ao homem moderno, restou pouca consciência do seu verdadeiro poder espiritual.

Outra forma através da qual o homem tem recebido implantes é através das associações com diferentes organizações espirituais de natureza negativa. Isto inclui qualquer religião ou seita que utilize o controle mental e o medo para reforçar o controle de seus membros. Isto é, todas as instituições religiosas principais, assim como as mais óbvias sociedades de magia negra que tem usado votos, acordos e mecanismos de controle para exercer o controle sobre seus membros.

Os implantes são colocados nos corpos sutis (num total de oito corpos principais) e controlam o acesso das pessoas às frequências superiores. Quando as vibrações caem ao nível da dualidade e o homem crê na ilusão da separação de Deus, está vulnerável aos implantes.

A humanidade como um todo vive numa realidade dual e convive com a ilusão da separação de Deus. A humanidade tem vivido sob a influência de algum tipo de implante ou dispositivo de limitação espiritual.

sábado, 10 de julho de 2010

O trânsito caótico de Cruz das Almas


Todos se lembram do grande boom ocorrido na venda de carros e motos nos últimos cinco anos, especialmente depois da redução do IPI (Imposto sobre a Produção Industrial), patrocinada pelo governo federal com a intenção de amenizar os efeitos da crise econômica que se abateu sobre o mundo em 2008.

Todos também sabem que o aumento da frota de veículos no pais agravou um problema antigo nas grandes cidades: o trânsito caótico. As pequenas cidades, por sua vez, não escaparam. Estão cheias de carros e motos, porém, sem infraestrutura para o tráfego ordenado e sem muitos locais de estacionamento.

A cidade de Cruz das Almas não ficou de fora de problema. Cruz é uma cidade do interior baiano localizada a 146km da capital e a 45km da segunda maior cidade da Bahia. O problema está aí. Resta agora aos políticos administradores do nosso município resolverem.

Particularmente, acho que o prefeito não está muito disposto a meter a mão nessa cumbuca, pois isso envolverá abertura de ruas, o que implicará em possíveis demolições de casas ou prédios, implicando em indenizações.

Qual é, então, a nossa realidade? O nosso município se encontra abarrotado de veículos, porém, despreparado estruturalmente para comportar tantos carros e motos. A conseqüência disso tem sido um sistema de trânsito caótico, pouco fiscalizado e mal administrado.

Dizem que, no papel, o trânsito de Cruz das Almas está municipalizado. Mas, na prática, quem toma conta é a polícia militar com alguns motoqueiros policiais; e pronto.

Cruz das Almas não conta, por exemplo, com um horário oficial de carga e de descarga, como acontece nas cidades mais organizadas.
O que se vê, com grande freqüência, são caminhões estacionados na avenida Alberto Passos, ou na praça - locais de grande movimentação de pedestres e de veículos - descarregando ou carregando as suas mercadorias sem serem incomodados pelas autoridades de trânsito. (cadê elas?).

Cruz das Almas não possui uma zona azul, espaço oficialmente administrado pela prefeitura para dar maior fluxo ao trânsito e organizar o estacionamento de carros e motos nas áreas centrais da cidade.

Cruz das Almas se encontra no século XXI com uma infraestrutura viária planejada nos anos de 1940, quando o município contava com não mais do que 30 mil habitantes.

Onde estão os vereadores que não se inquietam com esse problema sério? Onde está o prefeito que não toma iniciativa austera contra essa desordem no trânsito? Por que os eleitores não se incomodam com essa desorganização?

Autor: Gesiel Albuquerque

terça-feira, 6 de julho de 2010

SERES ENTRANTES E CHIPS

Tema muito atual e complicado, no qual temos verificado que o número de pessoas com Chips e biochips é muito grande além da presença de Intrantes em valores também alarmantes। São técnicas que as forças das trevas espaciais e governamentais, estão encontrando para infiltrar suas garras e diminuir a ação da luz em muitos grupos que inicialmente tinham boas intenções e misteriosamente acabam por se desfazer e contradizer em suas bases e propostas originais. Muitas pessoas famosas tem se perdido dentro dessa energia e perderam a vida, passando a seus corpos serem sustentados por outros tipos de seres que denominamos de intrantes, que através de clonagem energética, podem replicar o cordão prateado e inserir sua energia em nossos corpo material e usa-lo como se estivessem encarnados. Os processos que permitem que isso seja manifestado são em parte sustentados pelo nosso campo emocional e pelos implantes que podemos receber. Muitos canais ou contatados que permitiram que seu Ego e arrogância se inflasse, acabaram sucumbindo as energias desses seres, que foram vampirizando-os e colocando diversos implantes nos corpos sutis desses seres, que mesmo com os avisos dos Mestres e Comandantes, acabaram por ignorar as advertências e foram sendo manipulados por forças sinistras. Dentro dos Chips e suas programações temos aqueles que são de silício e outros de material orgânico com consciência geneticamente programada como os vírus, que por sinal em grande parte foram desenvolvidos por esses grupos ligados ao Sinistro Governo Secreto, como a AIDS, EBOLA e outros similares que ainda estão para aparecer. Os Chips orgânicos, são os mais perigosos, pois eles acabam por se radicar no sistema nervoso central e reproduzem as nossas matrizes genéticas, passando a serem indispensáveis depois de um tempo prolongado, só podendo ser removidos pelas cirurgias dos Mestres e dos grupos médicos espaciais de elevada vibração. Esses implantes já são de forma primitiva intrantes em nossa consciência e campo magnético, por esse motivo sempre aconselho a um acompanhamento regular pelo plano espiritual para que seja feita uma ressonância e vistoria dos corpos sutis que possuímos. Quanto maior for o nosso equilíbrio e serenidade, tanto maior a nossa defesa contra essas energias e entidades que procuram dominar e subjugar a humanidade desde os tempos da invasão dos Falsos Deuses
Fonte: http://ricardo-ufologia-omistriodesvendado.blogspot.com/2008/12/entrantes-e-chips.html

domingo, 4 de julho de 2010

Tipos de Extraterrestres

Existem vários tipos de extraterrestres
Pelo menos 30 raças distintas nos visitam. A ufologia dividiu em classes distintas. Os seres ALFA são aqueles que tem aproximadamente a altura de 1,20 metros, cabeça e olhos grandes, sem nenhum tipo de pêlo aparente, usam macacões colantes ao corpo e normalmente tem a pele na cor cinza (gray). Os seres BETA são muitos semelhantes aos seres humanos, muito comum os loiros com olhos verdes e com aproximadamente 1,80 metros de altura. É muito provável que somos descendentes desses seres.
Há quem diga que há mais dois tipos de extraterrestres: Grobonóides, que são seres bons e os Surocrarpitros, que
que são malvados.
Confira abaixo alguns prováveis tipos de extraterrestres.

Greys
Esta é a raça mais comum identificada pela Ufologia. São muitos os avistamentos, histórias e teorias referentes a eles, feitas de visionários da Nova Era a diferentes cientistas. Os Greys, como são apresentados pela comunidade científica, são muito comumente descritos por suas vítimas de abduções. São considerados demônios ou raça de energia negativa, com motivos e propósitos desconhecidos em relação à Terra. Eles parecem estar abduzindo, estudando e testando vários indivíduos. São freqüentemente relacionados com muitas outras raças, como os Reptilianos e com diferentes teorias de conspiração - uma mistura de visões científicas e Nova Era. Uma das teorias afirma que uma ou mais de suas espaçonaves se chocaram e foram capturadas pelo governo dos EUA. O governo americano então fez um acordo secreto permitindo que eles façam abduções de humanos em troca de tecnologia. A teoria da conspiração finaliza, afirmando que os Greys não mantiveram a sua parte no acordo. Estas são as descrições dos diversos tipos de Greys: (são todos humanóides, com cabeça, tronco, dois braços, duas pernas e dois pés) :
1: Os Greys mais freqüentemente vistos têm em torno de 0,60 cm a 1,20m de altura, muito magros, olhar delicado, de baixo peso, olhos negros extremamente penetrantes e inclinados sem pupilas, vestígios de boca e nariz, cabeça muito grande, com queixo pontiagudo. A cor da pele varia do cinza escuro ao cinza claro; do pálido ao branco e pode também ser bronzeado. Não há pelos em seu corpo.
2: Outros também comumente vistos são semelhantes aos descritos anteriormente, exceto nos seus 15,24 cm de altura, e parecem dar as ordens. Uma variação deste mesmo tipo descrito são os olhos negros arredondados como grandes botões negros.
3: Mais um tipo de Greys: são como pequenos robôs, atarracados e pequenos, com um liso e redondo capacete, com negros e profundos olhos, com o contorno da boca arredondado, tronco quadrado mostrando círculos concêntricos, cheiram como cabeça de fósforo queimada, e a pele tem a coloração cinza cogumelo. Este Greys agem como guardas de segurança. Outras variações são descritas como Reptilianos com garras parecidas com os insetos louva-a-deus. Há também relatos de crias de cruzamento que não tem de formas exatamente como humanos ou como Greys.

Zeta Reticuli Greys
Zetas Reticuli Greys, provêem de Zeta Reticulan, próximo à estrela Barnard, nas vizinhanças do sistema estelar de Orion. São baixos, cinzas em cor e possui sistemas sexual e digestivo hipertrofiados. Eles são criados mediante um processo de clonagem da engenharia genética alienígena. Eles são uma raça antiga e vêm se reproduzindo a si mesmos há milhares de anos. Possuem poucas características faciais, grandes olhos, uma pequena boca e não possuem nariz.
Os Zetas são um dos envolvidos nas mutilações de gado, eles absorvem certos nutrientes das partes mutiladas do gado para se alimentar, essas substâncias provêm de partes como lábios, nariz, genitais e reto além do sangue. Para absorver os nutrientes, eles utilizam peróxido de hidrogênio, que facilita a absorção dos nutrientes pela pele, assim como facilita a eliminação do que sobrou da digestão celular, também feita pela pele.
Os Zetas já foram referidos como "pequenos homens verdes" porque eles tendem a ficar com a pele esverdeada quando não recebem comida o suficiente.
Zetas não são os controladores de seu próprio destino, eles são subservientes à uma raça reptilínea. Os Zetas procuram liberdade para eles, e acreditam que possam conseguir isso na Terra, existem muitos que deserdam para trabalhar junto aos humanos a fim de conseguir essa liberdade, mas outros querem ser os mestres da Terra e controlar tudo aqui. Os Zetas dividem-se em duas classes sociais, uma como HAWKISH (Falcão, ave de rapina) e outra como DOVE-LIKE (parecido com pombo(não em aparência, mas em atitude/perigo)), estes últimos são mais capazes de fazer negócios com os humanos, são uma espécie de embaixadores, a outra é mais guerreira, bruta. Os Zetas que deserdam ajudam os humanos a se prepararem para uma futura confrontação com os reptilians, que devem chegar numa espécie de asteróide, trazendo cerca de 30 milhões de reptilians, que irá parar próximo à Terra.

Bellatrax Greys
Os pequenos cinzas, são menores que os Zetas, e são de um sistema estelar próximo à constelação Orion, eles são extremamente pequenos (45,2cm aproximadamente). Os BELLATRAX GREYS e os ZETAS são parecidos geneticamente e provêem da mesma linha genética e são muito parecidos, exceto pela altura.

Orion Greys - Altos
A outra raça de Greys é alta, com grande nariz. Eles possuem largo narizes e têm entre 2,13m a 2,43m de altura. Eles estão baseados nas Ilhas Aleutian e também já foram vistos na Rússia oriental. Essas criaturas são hostis, eles tentam nos influenciar utilizando governos, possuem tecnologia capaz de fazer coisas que para nós pareceria milagre.
Num caso na Rússia, uma mulher com uma perna deformada foi capturada por estes seres e foi liberada a milhares de milhas da onde fora capturada, só que sua perna estava perfeita, curada. Mas os alienígenas não curaram sua perna, eles transplantaram outra perna no lugar da antiga.
Os Orion grays dão a impressão de serem benevolentes com os humanos, mas eles estão interessados mesmo em engenharia genética e os humanos são como cobaias, eles querem obter o controle das massas através de negociações com pessoas em altos cargos governamentais.

Deros/Teros
São civilizações alienígenas subterrâneas. Os Teros são mais amigáveis e ajudam os Deros que são mais impulsivos e dementes devido ao excessivo poder. Vivem em bases subterrâneas ou subaquáticas, muitas das lendas descrevem eles como Leprechauns e Trolls, são competidores com os Greys e possuem as mesmas qualidades e não merecem a confiança.

Lirianos
Esta é a mais antiga das raças, da qual emergiram nosso ramo da raça humana, incluindo os tipos Nórdicos, os Orions, e mesmo os Greys.
Totalmente guerreira no início de sua civilização, a raça liriana aprimorou seus modos e é agora espiritualmente e tecnologicamente evoluída, chegando ao nível dos Plêiades.

Sirius
Membros da Confederação dos Humanos. Eles são uma raça hipotética, aquática, algo como uma versão de golfinhos e baleias.
Eles dizem viver numa consciência crística e estão no sistema solar muitos ligados a nossas maneiras físicas. Eles também exercem um papel na ajuda à Terra, mas fazem isto de forma sutil, em nossos oceanos.

Reptilianos
A raça Reptiliana, de Draco, um planeta conquistado, é controlada pelos Greys por meio de um implante ( o mesmo que implantam em humanos ).
Eles também dizem ser a mente mestre dos planos de abduções. Possuem uma recém-criada "meia-criatura" com implantes para derrotar a Confederação dos Humanos. Os Reptilianos também usam os humanos como alimento.

Draco Mothmen
São alienígenas de habitat noturno, negros e possuem asas que habilitam-lhes o vôo, visitaram muito a Terra no passado, possuem olhos vermelhos. Existem muitas lendas do passado, relacionando eles aos Gárgulas, Valkírias e vampiros.
Eles não gostam de atrair muita atenção para si mesmos.

Vega
Membros da Confederação dos Humanos. Estas raças são as mais citadas em livros, publicações e grupos de discussões.

Andrômedas
Formam uma raça não física de seres "angélicos" da Galáxia Andrômeda. Eles formam essencialmente a força espiritual dentro do Comando Ashtar e são os guias entre os Plêiades e de todo nosso ramo de evolução humana. Não somente isto, mas eles são a força líder também junto a menor e mais diferente raça do ramo da evolução: Cygnusiana - tranqüila, viçosa, anfíbia como as criaturas vindas de planetas da Constelação Cygnus.
Mais uma vez, os seres da Galáxia Andrômeda estão ajudando os seres da nossa própria Via Láctea a crescer; é um exemplo macrocósmico de como a civilização plêiade está ajudando o crescimento da Terra.

Arturianos
Membros da Confederação dos Humanos. Os Arturianos são uma raça muito espiritualizada que vive em um universo ou realidade de puro amor. Parece haver no planeta deles, um portal de alguma espécie, o qual transmite alta energia ao nosso universo dimensional.

Arianos (Louros)
Humanóides, louros, nórdicos...que trabalham com os greys. Dizem ter sido capturados pelos Reptilianos e também terem implantes. Eles dizem ter uma tendência a mudar a sua lealdade entre os Reptilianos e a Confederação dos Humanos.

Azuis (Guerreiros Estelares)
Azuis dizem ter pele translúcida, olhos de formas amendoadas e pequena estatura. A grande questão do aprendizado deles é "perseguir sua paixão", não sendo pressionado por nada, mas sendo o que e quem são.
A informação sobre os Azuis vem de Robert Morningsky, um dançarino da tribo apache Hopi. De acordo com Morningsky, os primeiros contatos alienígenas começaram entre 1947 e 1948, com os Greys contatando o governo dos Estados Unidos para firmar um tratado entre eles.
Outros alienígenas contatados à época, eram os Azuis.
Eles aconselharam o governo norte-americano a não negociar com os Greys, informando que isso poderia levá-los a um desastre. Aconselharam também aos Estados Unidos perseguir sua própria trilha. Disseram que ensinariam em paz e harmonia se os homens se desarmassem e os ouvissem. Os militares disseram não ao acordo com os Azuis. Eles então se afastaram, mas aos poucos decidiram permanecer no nordeste do México e do Arizona e fizeram um acordo com os indígenas.
Estes alienígenas são conhecidos pelos índios como Guerreiros Estrelares. Os Greys começaram, então, a monitorar os Azuis, que tiveram que fugir da reserva indígena. Uns poucos índios idosos foram com eles.
A lenda Hopi conta que havia duas raças: "as crianças de pena que vieram dos céus"; e "as crianças dos répteis, que vieram do fundo da Terra". As crianças dos répteis perseguiram os índios Hopi fora da Terra. Estes demônios subterrâneos eram também chamados de "dois corações".

Centaurianos
Estes são do tipo louros nórdicos que vêm de Alpha Centauro. Como os Plêiades, procuram nos ajudar no crescimento espiritual, mas não tomam um papel ativo como as outras raças.
Os Centaurianos têm mantido contato com algumas pessoas selecionadas na Terra.

DALs
Esta raça de tipo nórdico vem do chamado Universo DAL. Eles são um ramo dos Lirianos. Espiritualmente e tecnologicamente estão de 300 a 1000 anos à frente dos Plêiades.
Eles estão ajudando os Plêiades de maneira muito similar a ajuda que dão aos terráqueos.

Coletividade de Extraterrestres
Confederação dos Humanos (Confederação Intergaláctica)
Esta é a mais freqüente referência à "Confederação Intergalática", liderada pelo Comando Ashtar.
Consiste em uma organização de seres espaciais nascidos da energia positiva, que estão ajudando a raça humana a longo tempo e desejam protegê-la. Incluem-se os Vegas, Arturianos, Sirius, Plêiades, Lirianos, DALs e Centaurianos.

Plêiades
Os Plêiades são uma coletividade de extraterrestres do sistema estrelar Plêiade. Sua cultura é antiga e parece vir de outro universo de amor, muito antes da Terra haver sido criada. Eles formam uma sociedade maravilhosa a qual vivem com idéias e ideais que ainda não nos são familiares.
Os Plêiades começaram um projeto de contatar e inspirar os humanos terrestres a tomar de volta a sua força interior e criar uma realidade melhor para eles mesmos. Eles estão aqui como embaixadores de outro universo para ajudar a Terra na sua transição da terceira dimensão à quarta e assistir a cada um de nós no esforço de conscientização e conhecimento interior.
Como seu projeto tem se tornado muito bem sucedido, muitos ET's têm se juntado ao grupo, alguns de outros sistemas estrelares. Assim, o grupo recentemente trocou o nome de Plêiades para Plêiades Plus. Ele ensinam a forma de energização metafísica pessoal e social, com amor e de forma clara.
Os Plêiades falam como uma coletividade e não indivíduos. Eles não aparecem sob forma física, mas podem, se quiserem. Eles acham seguro enviar suas mensagens através da canalização, e não atrair muita a atenção.
Uma espécie de lei espacial, proíbe os Pleiades de interferir nos grandes acontecimentos da Terra, mas caso acontece por exemplo uma guerra atômica, e esta atinja grandes dimensões, os pleiades irão interferir, mas não acabar com a guerra, apenas diminuirão as conseqüências.

Império de Orion (Forças de Orion)
Os Orions são formados por duas raças opostas. O "Conselho de Luz" , do sistema estrelas de Betelgeuse, e os igualmente poderosos demônios Orions, do sistema estrelar de Rigel.
Os Orions tomaram muitos dos planetas de nossa galáxia de raças de menor espiritualidade, mas sempre foram confrontados pela Confederação Intergalática. A parte conquistada do Império Orion foi derrotada há 200 mil anos, pela Confederação Intergalática, mas os Orions não haviam ameaçado a Terra até então.
Eles estão no momento se preparando para alçar "a quarta dimensão", assim como nós na Terra.
De fato, algumas pessoas da Terra são Orions reencarnados que estão aqui integrando com sua negatividade e assim permitir a ambos os mundos a ascensão.
Fonte: http://www.portalufonet.com/tipologia_de_ets.htm

sábado, 3 de julho de 2010

Vá embora, Argentina!



Depois de tanta provocação e exibicionismo bufão, a Argentina e seu técnico dieguito dizem adeus à copa de 2010. Já vão tarde. Não aguentava mais ver essa seleção boa de ataque e péssima na defesa. Já não suportava ouvir falar de um apagado Mesi. Já não me interessava saber ou ouvir falar das papagaiadas do Maradona, tais como suas mandingas, seus benzimentos, suas promessas idiotas, e outras coisas mais.
A argentina cai de quatro, quatro a zero contra a forte seleção da Alemanha. O time alviceleste cai de quatro sobre a sua arrogância ao não reconhecer as qualidades do adversário e seus bons jogadores, como Müller, Kloze e outros.
Como aconselhou o jornal argentino Olé ao jogador Kaká, eu também aconselho ao Maradona e sua trupe a comprarem uma tv de LCD, pois, para essa copa, o sonho acabou.
Vá embora, Argentina! Em 2014, nos encontraremos no Brasil.

domingo, 27 de junho de 2010

Ezequiel, Cap. 1, Vs 4 a 28 (extraterrestres já nos visitavam naquela época)


Olhei, e eis que um vento tempestuoso vinha do Norte, e uma grande nuvem, com um fogo a revolver-se, e um resplendor ao redor dela, e no meio uma coisa como de cor de âmbar, que saía dentre o fogo.

5 E, do meio dela, saía a semelhança de quatro animais; e esta era a sua aparência: tinham a semelhança de um homem.

6 E cada um tinha quatro rostos, como também cada um deles, quatro asas.

7 E os seus pés eram pés direitos; e as plantas dos seus pés, como a planta do pé de uma bezerra, e luziam como a cor de cobre polido.

8 E tinham mãos de homem debaixo das suas asas, aos quatro lados; e assim todos quatro tinham seus rostos e suas asas.

9 Uniam-se as suas asas uma à outra; não se viravam quando andavam; cada qual andava diante do seu rosto.

10 E a semelhança do seu rosto era como o rosto de homem; e, à mão direita, todos os quatro tinham rosto de leão, e, à mão esquerda, todos os quatro tinham rosto de boi, e também rosto de águia, todos os quatro.

11 E o seu rosto e as suas asas eram separados em cima; cada qual tinha duas asas juntas uma à outra, e duas cobriam os corpos deles.

12 E cada qual andava diante do seu rosto; para onde o Espírito havia de ir, iam; não se viravam quando andavam.

13 E, quanto à semelhança dos animais, o seu parecer era como brasas de fogo ardentes, como uma aparência de tochas; o fogo corria por entre os animais, e o fogo resplandecia, e do fogo saíam relâmpagos.

14 E os animais corriam e tornavam, à semelhança dos relâmpagos.

15 E vi os animais; e eis que havia uma roda na terra junto aos animais, para cada um dos seus quatro rostos.

16 O aspecto das rodas e a obra delas eram como cor de turquesa; e as quatro tinham uma mesma semelhança; e o seu aspecto e a sua obra eram como se estivera uma roda no meio de outra roda.

17 Andando elas, andavam pelos quatro lados deles; não se viravam quando andavam.

18 Essas rodas eram tão altas, que metiam medo; e as quatro tinham as suas cambas cheias de olhos ao redor.

19 E, andando os animais, andavam as rodas ao pé deles; e, elevando-se os animais da terra, elevavam-se também as rodas.

20 Para onde o Espírito queria ir, iam; pois o Espírito os impelia; e as rodas se elevavam defronte deles, porque o Espírito da criatura vivente estava nas rodas.

21 Andando eles, andavam elas, e, parando eles, paravam elas, e, elevando-se eles da terra, elevavam-se também as rodas defronte deles, porque o Espírito dos animais estava nas rodas.

22 E, sobre a cabeça dos animais, havia uma semelhança de firmamentos, como um aspecto de cristal terrível, estendido por cima, sobre a sua cabeça.

23 E, debaixo do firmamento, estavam as suas asas direitas, uma em direção à outra; cada um tinha duas, que lhe cobriam o corpo de uma banda; e cada um tinha outras duas, que o cobriam da outra banda.

24 E, andando eles, ouvi o ruído das suas asas, como o ruído de muitas águas, como a voz do Onipotente, a voz de um estrondo, como o estrépito de um exército; parando eles, abaixavam as suas asas.

25 E ouviu-se uma voz por cima do firmamento, que estava por cima da sua cabeça; parando eles, abaixavam as suas asas.

26 E, por cima do firmamento, que estava por cima da sua cabeça, havia uma semelhança de trono como de uma safira; e, sobre a semelhança do trono, havia como que a semelhança de um homem, no alto, sobre ele.

27 E vi como a cor de âmbar, como o aspecto do fogo pelo interior dele, desde a semelhança dos seus lombos e daí para cima; e, desde a semelhança dos seus lombos e daí para baixo, vi como a semelhança de fogo e um resplendor ao redor dele.

28 Como o aspecto do arco que aparece na nuvem no dia da chuva, assim era o aspecto do resplendor em redor. Este era o aspecto da semelhança da glória do SENHOR; e, vendo isso, caí sobre o meu rosto e ouvi a voz de quem falava.