quinta-feira, 23 de setembro de 2010

ETs Insectóides


Dando continuidade às informações sobre ETs, quero falar sobre os insectóides. Essas criaturas são provenientes de um planeta de classificação zeta (ou zera/zebdaá) e são muito parecidos com gafanhotos, com os louva-deuses, ou ainda, com a libélula.

Há, também, alguns deles semelhantes às vespas e às aranhas (mais raros em nosso planeta). Todos estão entre nós há milhares de anos e sua presença tem sido registrada ao longo do tempo, inclusive com relatos na bíblia ou em desenhos antigos nas cavernas.

Os ETs insectóides são muito agressivos e repugnantes. Não têm qualquer afinidade com a humanidade e alguns fazem experiências genéticas, misturando o nosso DNA ao deles. Não possuem emoção, porém são altamente telepáticos e fisiologicamente frágeis, o que os torna vulneráveis aos ataques dos outros ETs.

Alimentam-se de carne vermelha e de extratos produzidos em suas gargantas, após comerem vegetais; processo semelhante à forma de se alimentar dos bovinos: ruminando.

Estes alienígenas têm o poder de se teletransportar no tempo e no espaço porque deteem tecnologia holográfica. Muitos não têm corpo físico, facilitando assim toda a forma de transporte.

Os que vivem na 3D conseguem projetar imagem tridimensional de si para qualquer lugar da galáxia, como se fosse o próprio et em carne e osso. Detalhe: eles conseguem manipular mentalmente as outras criaturas; e se quiserem, podem conduzí-las à loucura.

Esses insetos aparentam ser amigáveis, sempre objetivando dominar a sua futura vítima. Vale salientar que, ao agir dessa forma, buscam atingir alguma fraqueza da criatura-alvo com vistas a dominá-la mental e emocionalmente.

Eles passam a impressão de estar constantemente em outra dimensão. Mesmo quando os vemos, parecem não estar conosco, mesmo estando, entende?

Essas criaturas querem a guerra e o confronto e buscam causar confusão mental e emocional em suas vítimas. Quando caçam, procuram não deixar espaço para elas fugirem; por isso, sempre atacam em bando.

Os insectóides costumam produzir imagens holográficas de anjos ou seres humanos idolatrados pelo homem, na intenção de enganar facilmente os incautos que, sem nunca imaginar, fazem tudo o que eles sugestionam telepaticamente.

Possuem naves espaciais velozes e já conseguiram desenvolver um tipo de motor aeroespacial alimentado por energia proveniente dos minerais retirados do seu planeta de origem. Tais minerais liberam energia muito poderosa e duradoura, capaz de alimentar naves ou cidades por longos períodos. É possível que na Terra haja mineral idêntico, ainda não descoberto.

Entre nós, há muitos humanos com DNA insectóide, e outros tantos disfarçados de humanos, adormecidos ou plenamente conscientes do que são, e qual a sua missão entre nós.

Apenas uma dica: os bandidos (ladrões, traficantes, assassinos em série), quase todos, possuem grande quantidade de moléculas do DNA insectóide.

Autor: Gesiel Albuquerque