terça-feira, 30 de novembro de 2010

A obsessão espiritual 1

A humanidade convive com conflitos existenciais e dúvidas difíceis, ou impossíveis, de serem solucionadas. Cada um de nós se pergunta, ou já deve ter se perguntado, sobre o que está fazendo na Terra, de onde veio e para onde vai. Ninguém pode dizer que possui a resposta. Alguém poderá até falar algo para lhe servir de consolo, mas tal consolo não significará a resposta geral e verdadeira para todos.

Um dos nossos maiores medos, certamente, é o de morrer, pois não se sabe o que nos espera do outro lado; e se, ao menos, há o outro lado. O fato é: em busca das respostas, sempre nos envolvemos com ordens ou assumimos pactos, conscientes ou inconscientemente, tentando nos proteger desse mar revolto e desconhecido chamado existência.

Por causa da assunção de pactos, nos comprometemos com seres e fraternidades nada preocupadas com a liberdade dos humanos. Pelo contrário, elas querem manter a todos na incapacidade de explorar o seu "oceano existencial" para não descobrirmos outras formas mais dignas de melhor navegarmos através dele.

Ao longo desse processo, estabelecemos conexões inexoráveis, fortalecidas pelos acordos, em troca de favores e de ajudas para, em troca, oferecemos os nossos serviços astrais no controle e na ilusão instituída sobre toda a humanidade.

A coisa se processa mais ou menos assim: se somos influentes na 3d (vida material), contribuímos para a manutenção ou o reforço do status quo do apego aos prazeres e à ilusão de fazermos parte apenas dessa existência material. Se somos pouco influentes, servimos de instrumentos mais rudes (de pouca importância hierárquica) para a execução dos planos das trevas através do fomento à violência, ao pavor, à insegurança, aos desejos mórbidos, etc.
Autor: Gesiel Albuquerque

A obsessão espiritual 2

Estou falando de um processo que leva milhões de anos terrestres para se concretizar e outros milhões para ser mantido. Quando desejamos sair desse contexto e partimos para a descoberta de outras realidades que nos façam mais felizes, os nossos “donos” se voltam contra nós de maneira absurdamente odiosa, querendo destruir todo e qualquer projeto ou conquistas pessoais. E nisso, eles são hábeis. Produzem sofrimento como ninguém.Dessa forma, se instala o conhecido “processo obsessivo”.

Quero dizer com tudo isso que a obsessão é muito mais do que uma simples influenciação espiritual ou ataques de outros seres rivais. Pasmem! As piores e mais graves obsessões se dão dentro da própria família (de sangue, ou não). Isto é, o seu maior inimigo nunca foi seu rival direto, mas sim, o seu melhor amigo ou irmão, ou pai, ou mãe, irmãos de fraternidades religiosas, ou até você mesmo em outras dimensões.

Dificilmente um rival ataca outro sem conhecer com clareza as as fraquezas do seu inimigo. Quem nos ataca são os que nos conhecem a fundo, sabem dos nossos pontos fracos e como nos rastrear. Então, se você sofre com obsessão espiritual, saiba que este, ou esta obsessora é ou já foi muito próximo a você. Por isso lhe derrota com tanta facilidade.

Claro que estou falando de um processo em linhas gerais. Há casos e casos. Entretanto, o que se dá, na maior parte das vezes é a perseguição implacável de alguém próximo, indignado, ofendido, humilhado, orgulhoso ou prepotente, determinado a destruir aquele que um dia lhe foi, ou ainda lhe é, muito caro.

Saibam de outra coisa. A perseguição astral pode ser iniciada por uma razão muito grave ou por um motivo banal, alimentado pela inveja e pelo medo da perda e da derrota. Você pode estar sofrendo obsessão astral sem nunca ter mexido num fio de cabelo do seu algoz. Ou seja, basta que ele se sinta incomodado ou ofendido pelas suas atitudes ou pelos seus projetos pessoais. Ou ainda, ache você maior/melhor/mais poderoso do que ele, e o processo se iniciará sem previsão para terminar.

Deixe de pensar que sofre por merecer. Deixe de pensar no seu algoz como alguém a cobrar uma dívida sua para com ele: a dívida pode ser dele para com você. Imagine-se um prisioneiro de guerra e você entenderá melhor a minha explanação.
Autor: Gesiel Albuquerque

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Reptilianos, greys, dracos... terríveis!

Os Reptilianos têm sido lançados fora de um sistema planetário atrás de outro e estão sendo afastados para fora da Terra enquanto ela ascende para a realidade de quinta dimensão. Os Reptilianos amam mascarar-se como a Luz e são a fonte de muita desinformação, assim como de sistemas de energia que podem ser confundidos com sistemas curativos. Eles misturam só a suficiente verdade com suas mentiras para confundir os desorientados e são, de fato, a fonte de muito material canalizado.

Os Dragons são os sofisticados engenheiros malignos do controle de massas neste planeta. Eles estão por trás do controle e limitação de recursos neste mundo. Eles são originários do planeta Draconis, no Setor de Órion e foram as oposições no Conflito Original de Órion. Os Dragons e os Reptilianos invadiram este planeta em sua prematura história e tem estado aqui desde então.

Esses Dracos e seus parentes, em geral são rebeldes, mas como já alertei, existem diversas delegações que tem procurado nos ajudar, pois não concordam com a estrutura predadora de seus primos. Os Citraks e os Alfa-Dracos, são as raças dominantes da estrutura social draconiana, podendo vibrar em algumas realidades energéticas até a freqüência de 8.7 na escala dimensional, mas já encontrei intrantes dos Citraks da galáxia de Arconis na freqüência dimensional de 10.7, algo que nunca esperava encontrar, ancorado no propósito cientifico e na energia do Anti-Cristo.

Foi quando descobri o Portal dimensional do Umbral para Arconis e toda uma linhagem de Criadores de 15ª Dimensão que vampirizam seus filhos e suas criações. São os criadores da dualidade e da negatividade evolutiva dentro de diversas sociedades, entre elas a nossa própria sociedade, que é composta de almas, de diversos sistemas, muitas que vieram como exiladas de outros mundos, por terem sido reprovadas em suas etapas evolutivas, não aprendendo a amar ao próximo como uma forma harmônica de seres.

Ainda que os Dragons estejam por trás de todo o satanismo e a magia negra, eles nem sempre parecem malignos. A energia Draco pode ser enganosa e podem parecer muito formosos, doces e encantadores. Se puderem perceber por através da fachada, poderão ver uma superficialidade e frieza por trás da máscara. Há neles também uma qualidade vampiresca. Ou seja, sugam a energia da pessoa-alvo, deixando-a enfraquecida emocional, mental e fisicamente.
Os Greys(cinzentos) são aqueles que a maioria das pessoas visualizam quando se trata de forças escuras, sequestrando e colocando implantes nas mesmas. Estes seres são muito mentais e avançados tecnologicamente, mas, como raça, eles perderam seus próprios corpos emocionais através da manipulação genética da sua espécie, com a ideia de "suprimir" o comportamento violento e criminal.

Desafortunadamente, seus experimentos genéticos os deixaram incapazes de sentir: não sentem nem amor, nem compaixão, nem empatia. Isso é o que eles buscam agora dos seres humanos. Eles buscam a energia emocional que os humanos possuem e, de fato, se alimentam desta como uma droga. O que eles buscam criar é uma raça híbrida de ets cinzentos e Humanos, que os ajude a recuperar seus próprios corpos emocionais.

A fonte de muita informação extraterrestre canalizada é, em realidade, propagada pelos cinzentos, tratando de convencer as pessoas que eles estão nos ajudando numa causa digna. Eles tem mentido e enganado a muitos dos seus contatos sequestrados, para obter um suposto consentimento.

Fonte: http://apos2012.blogspot.com/2009/12/liberacao-de-implantes-espirituais.html
http://www.esoterismo.uaivip.com.br/racas.html

Implantes nos humanos

Os implantes e dispositivos de limitação espiritual são barreiras vibratórias no caminho da ascensão que bloqueiam seu progresso para a plena auto-realização. Eles bloqueiam seu caminho colocando vendas e criando falsas realidades em sua consciência e portanto, limitando o seu acesso para seu Eu Superior. Estes são mecanismos de controle externo das Forças Escuras que mantém você numa realidade dual. Ainda que haja muitos tipos, propósitos e causas, todos atuam como canais inconscientes de energia negativa em sua vida e representam laços cármicas e associações necessitam ser curadas e retificadas.

As forças escuras são seres que não honram ao Criador/Fonte. Eles buscam tomar energia e poder de outros seres em lugar de recebê-los de Deus. Mesmo tendo sido criados por Deus, eles, através de seu próprio livre arbítrio, têm participado da ilusão da separação do Mestre do Universo e têm se oposto às suas Criações no nível de dualidade. Em sua dor, eles buscam controlar aos outros. Uma forma pela qual fazem isto é através de implantes. Os grupos principais com os quais nos defrontamos aqui são os "Greys", os Reptilianos e os Dragões.

Os Reptilianos são uma raça de seres que depredam a humanidade e, de fato, buscaram cultiva-la como uma raça escrava para seus propósitos. Em consequência, eles se vêem a si mesmos como participantes na criação da raça humana e portanto, crêem que tem o direito de interferir no seu desenvolvimento. Isto significa que crêem que podem controlar a humanidade através de qualquer meio necessário. A Lei Universal que é constante é a não interferência no livre arbítrio de outro ser. Contudo, eles violam esta lei universal.

Uma das formas pelas quais se tem recebido os implantes é através de associações com diferentes organizações espirituais de natureza negativa. Isto inclui qualquer religião ou seita que utilize o controle mental e o medo para reforçar o controle de seus membros. Esses votos de fidelidade permanecem até serem revogados. Esta energia necessita ser transmutada.

Os implantes são colocados nos corpos sutis e controlam nosso acesso às frequências do EU. Quando nossas vibrações caem ao nível de dualidade e cremos na ilusão da separação de Deus, nos tornamos suscetíveis.

A maior parte da humanidade vive numa realidade dual e comprou a ilusão da separação de Deus. Quase todos estamos vivendo sob a influência de algum tipo de implante ou dispositivo de limitação espiritual. E eles ficarão até que sejam limpos.

Recordem! Os que nos implantaram querem nos controlar e fazer crer que não somos um com nosso Criador. Se não acreditarmos nisso, nos converteremos numa ameaça para eles e seremos atacados de todas as maneiras.

Fonte: http://apos2012.blogspot.com/2009/12/liberacao-de-implantes-espirituais.html

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Dilma lá, Lula cá.


Essa charge reflete com maestria a situação atual, e futura, da política brasileira. Sai Lula e entra Dilma. Ela que, sem história política e sem nunca ter concorrido a um mandato eletivo, conseguiu chegar ao posto mais alto do país.
Torço para que a Dilma realize um bom governo, fazendo do Brasil uma nação muito melhor do que é hoje, do ponto de vista econômico, social, cultural e político.
Parabéns ao Lula por ter conseguido fazer da sua candidata a primeira presidente do nosso país, o que, em si, já é um feito histórico.
Parabéns ao Luís Inácio por ter realizado um governo cordial, progressista e igualitário, proporcionando a ele uma das maiores aceitações populares da nossa história político-administrativa.
Votei no Serra, mas a Dilma e o Lula serraram, ao meio, as minhas esperanças de vê-lo lá. Penso que o José serra tem mais capacidade técnica e administrativa para o exercício da presidência. Entretanto, a maioria do povo quis assim, e assim será: Dilma lá, lula cá.
Fonte da imagem: http://eleicoes.uol.com.br/2010/album/101031vencedores_album.jhtm?abrefoto=49