sábado, 28 de junho de 2008

Justus bate Globo e crava maior ibope de "O Aprendiz"


O programa apresentado por Roberto Justus marcou 17 pontos de média entre 23h10 e 01h05, com 36% dos televisores ligados sintonizados na Record. Nesse mesmo horário, a Globo teve 12 pontos de média e ficou em segundo lugar no Ibope.

A Record informou que a audiência de ontem foi a maior já conseguida pela atração, que fechou a quinta temporada com média geral de 12 pontos no Ibope. Após o término do reality show, Justus comemorou a audiência com a cúpula da Record.
Obs: notícia copiada do site: www.bol.com.br, em 28/06/2008.

Assisti ao programa do Jô Soares ontem e fiquei surpreso ao perceber que um dos seus entrevistados era o próprio Roberto Justus. Ao final do programa, ele ainda cantou uma das músicas que gravou no seu primeiro CD.
Cá pra nós, o Justus é muito ruim cantando, dói os ouvidos! Ele não tem rítimo e é dono de uma afinação duvidosa. Como cantor ele é um grande empresário, e por isso, está demitido...rssr

Sobre os extraterrestres.




Os extraterrestres estão entre nós desde que a humanidade chegou a este planeta. Na verdade, fomos trazidos (ou criados aqui) por eles. Alguns se dizem co-criadores da raça humana e, por isso, se acham no direito de fazerem conosco o que bem quiserem.

Muitas pessoas não acreditam em extraterrestres porque foram induzidas a pensarem que eles vêm de outro planeta nas suas naves circulares e só aparecem à noite, para um ou dois assustados. Ledo engano!

Os extraterrestres estão aqui, misturados ao nosso DNA, e da quarta dimensão, controlam, monitoram e induzem os nossos comportamentos.

Há representantes deles entre nós também no corpo físico, através do processo de clonagem humana, ou de seres híbridos (dna alienígena e humano). Nunca desconfiaríamos deles, pois são pais de família exemplares, às vezes, pessoas da mais alta sociedade. Na verdade, não passam de ETs disfarçados de seres humanos. Muitos deles não sabem que o são. Outros, no entanto, têm plena consciência da sua participação entre nós.

Eles sabem que a nossa maior fraqueza não são os músculos, nem a altura, e sim, a nossa mente, e nos influenciam com sugestões muito próximas das nossas tendências morais que, ao final, se parecem com os nossos pensamentos e decisões.

Outro dado importante é o grande poder de manipulação das energias baixíssimas ligadas a todo tipo de sentimento e de pensamento ruim. Com essa energia, eles produzem a magia negra dentro do ser humano, com o intuito de escravizá-lo mentalmente, sem que ele nunca perceba.

Quando falo de magia negra, não me refiro a esses "trabalhos" colocados nas esquinas das ruas. Tais mandingas são faíscas diante da magia negra que produzem.

Pare e reflita a respeito de quanta coisa ruim tem acontecido nos últimos tempos com pessoas, cujas atitudes jamais imaginaríamos que tomassem. Muitas, inclusive,declaram-se possuídas pelo “demônio”, ou quando não o dizem, agem como se estivessem tomadas por uma estranha e bizarra força. Não é à toa.

Não quero dizer, contudo, que somos, de todo, vítimas, tampouco dizer que só existem ETs ruins; falarei sobre eles também.

Temos, por certo, grande "culpa" pelos nossos problemas, devido ao nosso livre arbítrio: ao final, a escolha é sempre nossa, induzidos ou não. Tal situação demonstra o quanto devemos ter cuidado com o que pensamos ou desejamos; podemos estar sob influência direta desse seres malignos.

Autor: Gesiel Albuquerque