Evolucionismo, uma farsa


A teoria da evolução é muito falha e facilmente desmontada por qualquer interessado em questioná-la mais incisivamente. Só não entendo porque tanta gente acredita e aceita a evolução como um processo verdadeiro quando, de fato, os seres da criação não evoluem, e sim, se transformam.

Pesquisadores afirmam que as espécies sofrem, ao longo das gerações, uma modificação gradual que inclui a formação de novas raças e de novas espécies. Isso, entretanto, não significa evolução; pois, se pensarmos assim, partiremos do princípio que as novas espécies serão melhores e mais avançadas do que as que lhes deram origem. E isso não acontece na maioria das vezes.´

Com o advento das idéias espiritualistas ocorridas no Brasil a partir do século XX, essa noção de evolucionismo ficou mais evidenciada devido à influência dessa teoria sobre os conceitos abstratos amplamente divulgados na França e na Inglaterra nos Séculos XVII, XVIII e XIX, envolvendo o homem e Deus.

Depois da sua divulgação, tal teoria se transformou em fonte de controvérsia, não somente no campo científico, como também na área ideológica e religiosa em todo o mundo. Afirmo sem qualquer receio que o evolucionismo é uma farsa.

Até o século XVIII, o mundo ocidental aceitava com muita naturalidade a doutrina do criacionismo, outra teoria meramente hipotética sem qualquer comprovação, voltada apenas a fortalecer a crença humana em um poder sobrenatural capaz de criar e recriar toda a existência. De acordo com essa doutrina, cada espécie animal ou vegetal teria sido criado, independentemente, por ato divino.

Autor: Gesiel Albuquerque

Obs.: imagem copiada do site: http://www.lepanto.com.br/dados/Evolucion.html

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Esclarecimentos enviados por Rodrigo Romo

Rodrigo Romo é uma farsa

Anjos, deuses e equívocos