domingo, 27 de fevereiro de 2011

Cumpra a sua Missão; Infinita Sabedoria


Cumpra a sua Missão!

Quando o rio despeja as suas águas no mar, a sua missão está cumprida por ter chegado ao seu destino final. Quando o Sol desaparece no poente para iluminar outras regiões do globo, seus efeitos sobre a vida ficam evidentes pelo vicejar de novas sementes no solo, através das reações químicas, a fornecerem vitaminas e energia para os organismos.

Quando a chuva cai sobre o solo ressecado, fornecendo-lhe hidrogênio e oxigênio para reagirem com seus elementos físico-químicos, as plantas florescem, servindo de sombra e alimento para os demais seres. Quando a lua brilha, enchendo a noite de beleza e harmonia, as estrelas agradecem pela oportunidade de nunca ficarem sozinhas na abóboda celeste.

Quando o mar nos enche de esperança e fantasia, com os movimento de suas ondas, a existência parece se renovar mais e mais pela força dos ventos, penetrando em nossos pulmões.

Assim como o rio, o sol, a chuva, a lua e o mar, devemos seguir o nosso caminho, rumo ao destino principal, apesar das dificuldades, ou mesmo, subordinados a elas.

Em sua tarefa, as forças da natureza estão em alinhamento com a grande inteligência divina, que as programou para favorecer, milimetricamente, a manifestação da vida. Antes de desistir, pense na sua importância para a criação e não ceda aos obstáculos. Vença-os! Cumpra a sua missão.

Infinita Sabedoria!

Somos viajantes neste universo infinito de experiências. Somos testemunhas dos luares belos não só deste planeta, mas de tantos outros pelos quais passamos, e dos quais, nem sempre soubemos cuidar. A grande inteligência divina assim nos fez para que pudéssemos aprender a sorrir depois de superar as lágrimas e as dores contidas em nós, ou continuadas nos outros.

Deus, na sua infinita sabedoria, nos quer felizes porque somos suas células, pululando neste imenso organismo vivo, cheio de vida, fortalecendo a própria vida. Deus nos quer bem! Entretanto, nossa matriz nos leva a rumos quase sempre tortuosos e complexos de serem trilhados. Pensando fazer o melhor para si, assinamos contratos em branco com situações, lugares e outros seres com o objetivo de obter a satisfação dos seus prazeres imediatos.

Sem perceber, o indivíduo se insere num ciclo vicioso de terror e de terrorismo contra si e contra a obra da criação. Mas Deus está atento e sabe o quanto e quando deve interferir. Ele nos permite decidir e, como um pai, nos monitora a fim de detectar até onde podemos chegar.

Que o pai, que está em todo o universo, nos permita adentrar neste reino de sabedoria e de amor transcendental, prevalente em toda a manifestação celestial. Que nessa jornada, o mal não nos domine eternamente, para que possamos sair da sua fortalecidos e galgar degraus de liberdade e paz interior. Adonai tsebayoth.

Canalizações: Gesiel Albuquerque