sábado, 3 de setembro de 2011

As egrégoras

Todo cuidado é pouco com a formação das egrégoras tenebrosas aqui no mundo físico e no mundo astral. Os seres deste universo possuem dispositivos internos que, quando necessário, fazem com que eles se unam e formem coletividades energéticas tanto para fazer o bem quanto para fazer o mal. Infelizmente, na maioria das vezes, essas uniões são formadas para fazer o mal através da inveja, do ódio e dos sentimentos de destruição contra pessoas ou causas.

As conexões internas humanas são intrinsecamente ligadas às bases de onde saímos. Nestas bases, habitam fraternidades, organizações, empresas e instituições que coordenam, em muitos casos, os processos reencarnatórios. Ao formarmos, ou participarmos das egrégoras, ativamos todos os nossos contatos e essências imateriais gravados em nosso DNA espiritual.

Dessa forma, é preciso que as pessoas se conscientizem dos efeitos e poder das uniões energéticas a fim de que estas só sejam formadas para fazer o bem. Pois, quando o feitiço se volta contra os feiticeiros, as consequências são imprevisivelmente destruidoras.


Autor: Gesiel Albuquerque