quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Chico Xavier


Histórias de Chico Xavier

Quando José – irmão de Chico que dirigia as sessões do centro – morreu, Chico ficou com a tarefa de cuidar da família e, além disso, também de uma dívida deixada pelo irmão referente a uma conta de luz, no valor de onze cruzeiros. Na época, a quantia era elevada para Chico, cujo ordenado mal dava para as necessidades básicas.

Quando pensava em como faria para pagar a dívida, Emmanuel lhe disse para não se preocupar e esperar. Algumas horas depois, alguém bateu à porta. Chico atendeu e viu um senhor da roça que lhe disse ter sabido da morte de seu irmão José, e que estava ali para pagar uma dívida que tinha com ele, de uma bainha para faca que José havia feito para ele há tempos. O homem lhe deu um envelope e se foi. Quando Chico abriu, encontrou a quantia exata de onze cruzeiros.

Fonte: http://www.espirito.org.br/portal/publicacoes/esp-ciencia/002/casos-de-chico-xavier.html
Imagem copiada de: http://nososcachorros.blogspot.com/2011/01/os-exemplos-de-chico-xavier.html

Goécia: uma modulação invertida

Falar de goécia parece ser algo trivial em qualquer página da internet ou em livros específicos. Entender, no entanto, o objetivo desta força maligna e os seus ataques bélicos contra os seres da criação é mais complexo; por uma razão simples: há poucos detalhes sobre como essa magia negra se desenvolve e se instala.

Ao me referir a essa prática, não contabilizo os trabalhos realizados por pais e mães de santo nos terreiros de candomblé ou de umbanda. Pois, estes sacerdotes trabalham com elementais e forças da natureza, as quais não conseguem estragar, profundamente, o projeto existencial de ninguém. Isso, no entanto, não desmerece o potencial das energias manipuladas por estas organizações. Todo cuidado é pouco!

Não tenho a intenção de apresentar respostas às perguntas clássicas sobre o que é e como funciona o lado negro da força (goécia), até porque não sou iniciado nestas práticas; mas apenas um estudioso dos assuntos sobre energia, espiritualidade, emoções, psicologia quântica e essência da alma.

E meus estudos e viagens astrais, percebi o enorme poder destruidor de um tipo de goécia produzida com cristais. Isso porque eles potencializam bastante as forças do mago negro e chegam a materializar criaturas e objetos construídos por estas mentes viciadas em fazer o mal.

Outra forma perversa de aplicar a potência destruidora dessa energia-astral é a utilização da hipnose contra a psique das entidades. Exemplo: os malignos fabricam caixas que vibram numa frequência específica, emitindo ondas magnéticas e impulsos elétricos invertidos, a fim de desorganizar, completamente, os centros nervosos (astral e orgânico) das entidades-alvo do seu ódio.

Muita gente já sabe como os zebus do mundo etéreo invertem o biomagnetismo estimulador das moléculas. É possível, portanto, expressar tal fato, analisando as notações científicas a estabelecerem que um número x, de base negativa, e expoente ímpar, apresente resultado negativo. Ex.: (-4)³ = (-4) x (-4) x (-4)= - 64. Ou quando a base é negativa, e o expoente é par, o valor final é positivo. Ex.: (-7)² = (-7) x (-7) = 49.

É necessário observar quando o número da base é uma fração e o seu expoente é negativo; pois, neste caso, a base deverá ser invertida, mudando-se o sinal exponencial para positivo. Ex.: (2)-² = (½)² = (1/4). Guardadas as devidas proporções, o ato mágico tenebroso gera sequências semelhantes a estas. Podemos, dessa forma, comparar estes dados ao seguinte conjunto: a base da potência representa a centelha divina do indivíduo; enquanto o expoente é a frequência eletromagnética-nuclear emitida.

Um matemático habilidoso pode elaborar um cálculo exponenencial capaz de representar as mobilizações aos extremos quantizados pelas consciências doentias.

A exponenciação é útil para expressar valores exagerados: grandes ou pequenos. Ex.: 8. 130. 000 = 8, 13 x 106. Ou ainda, 0, 00014 = 1, 4 x 10_4. Analogamente, a intenção dos magos negros astrais é distorcer a lógica, as crenças e a vitalidade dos seus alvos para gerar, neles, grandes discrepâncias fluídicas e mínimas possibilidades de manifestação, causando descompensação de fluxos, dificilmente reversível; e dando mais trabalho às hierarquias da luz.

Vale dizer que o espectro eletro-magnético do éter de cada organismo é único, agindo como impressão digital de cada centelha. Dessa forma, mesmo que os agentes do mal tentem ludibriar as hierarquias ascencionadas, não conseguirão; pois, a sua modulação vibratória emite um código quântico específico (invertido), indicando a sua origem.

Como resultado deste proceso, a vítma, dominada, torna-se presa indefesa do seu algoz, que inicia uma série de ações sórdidas, incluindo implantes, controle psicológico, emocional e energético contra ela. A partir daí, o tenebroso-chefe emite sugestões fortemente magnetizadas aos corpos mental e emocional do obsedado, fazendo com que a sua vontade se enfraqueça e caia no seu comando.

Posteriormente, falarei sobre um processo cruel utilizado, também, pelos magos negros, conhecido como imantação. A palavra é pequena, mas os seus efeitos maus são extensos. Através da imantação, realizam-se maldições, energização, orações, rituais, entre outros. Brevemente, irei detalhar este processo muito perverso de dominação mágica.

Autor: Gesiel Albuquerque