Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2012

Santo Volei

Imagem

Obsessores comandando a mente da vítima

Minha amiga magista já tinha comentado a respeito dos inúmeros “maquinários” que são instalados no nosso sistema energético com o intuito de nos lesar, sugar ou controlar; na Umbanda, muito é alertado sobre os “trabalhos de encruzilhada”, magia negra sobre o campo áurico, órgãos e chacras das pessoas, com objetivos também sinistros (desde a morte, até a possessão doentia amorosa); na “magia comum” – muito utilizada pela população em geral – vários tipos de “encantamentos” são invocados e traçados sobre o mental, o emocional e até sobre o corpo físico das pessoas, com objetivos absolutamente egocentrados, geralmente negativos para quem é a vítima; muitas atuações de seres trevosos alienígenas são facilmente orquestradas por meio de diversos tipos de “implantes de chips”, nanotecnologia e outros equipamentos de desarmonia e controle sobre os indivíduos.

Tudo isto é sabido e amplamente divulgado por inúmeras linhas espiritualistas que se dedicam a esta tarefa (tanto de transmitir o conh…

Existe uma maneira

Imagem
Existe uma maneira para alguém conseguir se integralizar com o poderoso amor universal. Essa maneira chama-se amor interno e verdadeiro, o qual se manifesta a partir das profundezas da alma consciencial e se expande através de cada célula da chama divina em nós. Sentir esse amor é muito difícil, quase impossível no atual contexto sócio-humano.

Vejam que eu disse ser difícil, mas não impossível manifestar esse sentimento de amor. Para vivenciar o amor verdadeiro, fraternal e universal dentro de nós, é preciso que haja um total desprendimento da mesquinhez que aprisiona a nossa consciência aos problemas, à dor, ao sofrimento, à tristeza, à maldade, entre outros sentimentos trevosos.

Mas vou ensinar aqui um exercício que, talvez, possa ajudar você a dar o primeiro passo na direção desse amor divino. Quero salientar, entretanto, que ainda não tive forças espirituais para me encontrar com esse sentimento que tanto falo aqui. O exercício é simples, basta fazer para si os seguintes questio…