sábado, 29 de janeiro de 2011

Chaves de Ezequiel (I)

Primeira Chave: ez1:1-26-dd:30? 5=4

Eu estava no meio dos escravos, junto ao rio Quebar, abriu-se o céu e vi o seguinte:

Olhei o vento tempestuoso do norte trazendo uma grande nuvem de fogo emitido em contínuas labaredas e um resplendor ao redor dela; e do meio das chamas saía uma nave com brilho de âmbar.

E do meio dela saíam quatro criaturas semelhantes ao ser humano, possuindo quatro rostos e quatro asas, cada um deles.

E as suas pernas eram retas e as plantas dos seus pés eram como a de bezerro, reluzindo como bronze polido. As entidades tinham mãos de homem debaixo das suas asas e todos quatro tinham seus rostos e suas asas assim:

Uniam as asas uma à outra, mas não se viravam quando andavam; mas sim, um na frente do outro. À mão direita todos tinham o rosto de leão, e à mão esquerda, o rosto de boi, e também tinham o rosto de águia. Cada qual tinha duas asas que tocavam às dos outros enquanto andavam, cobrindo os corpos deles.

No meio deles havia uma coisa semelhante a ardentes brasas de fogo, ou a tochas que se moviam enquanto o fogo resplandecia, e do fogo saíam relâmpagos.
Corriam, saindo e voltando à semelhança de um raio. Ora, eu olhei e vi rodas sobre a terra, uma para cada um dos seres-águia.

Estas rodas eram altas e belas, cujas bordas eram cheias de olhos incrustados. E quando os homens-águia andavam, elas os acompanhavam; e quando eles se elevavam da terra, faziam o mesmo.

E por cima das cabeças deles havia cristais flutuantes, estendidos por cima de suas cabeças. E quando andavam, eu ouvia o ruído das suas asas, semelhante ao som de cachoeira e à agitação de um exército; e, quando paravam, abaixavam as asas.

Autor: Profeta Ezequiel
Referência: Livro de Ezequiel Cap. 1

Imagem copiada de: http://pt.wikipedia.org/wiki/Ezequiel