quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

O código 666


Na bíblia, o código 666 faz referência ao selo conhecido como o número da besta. Segundo aquele livro, o profeta João teve várias visões em uma da quais ele via dois monstros sairem das profundezas do oceano e da terra com o objetivo de dominar e destruir a raça humana

No meio espiritualista, muitos esotéricos classificam esse número como sendo o da magia negra, ou o selo do apocalipse. De fato, o número 666 está relacionado ao número da besta. Não aquelas mencionadas no livro de João; mas sim, a uma entidade extremamente poderosa, na forma de egrégora, estreitamente ligada à criação da humanidade e à elaboração de vários universos, inclusive o nosso.

Muitos religiosos e espiritualistas, entretanto, veem a sequência 666 como algo terrível, por interpretarem os que (supostamente) carregam este "selo" como servos do demônio ou mancomunados com as forças das trevas. Os esotéricos dão a este número, inclusive, uma oposição energética denominada 999, representando as forças positivas e as conexões com a divindade do bem. Essa noção tem prevalecido desde os relatos bíblicos sobre surgimento daqueles monstros de chifres e com várias cabeças, cujo numeral 666 é calculado por João evangelista para atribuí-lo a um homem.

A maioria dos estudiosos desse tema ainda não percebeu o funcionamento desse mecanismo de representação arquetípica das energias do universo. Por isso, continuam a pensar que a disposição 666 simboliza o mal e o o evento 999, o bem. E ainda, alguns dão a essas forças ancestrais a denominação de loja negra e de loja branca respectivamente.

Na verdade, os numerais 666 e 999 estão sempre na mesma fluição, porque todos os selos fazem parte da mesma energia. Não há, nesse caso, força atuante do bem ou do mal; mas sim, as representações das centelhas divinas de cada obra da criação: humanos, animais, seres híbridos, elementais, aliens, plantas, planetas, galáxias, universos, entre outros. É importante destacar, no entanto, que o aparecimento de códigos repetidos, em qualquer circunstância, significa a ocorrência de problema nos micro e macro-universos.

A dinâmica quântica dos átomos e elétrons, no caos relativo da existência, se dá através de símbolos e números, cuja programação deve sempre emergir como manifestação cinética da vontade divina; embora, no sistema caótico, ela pareça desordenada. Ou seja, tudo no universo é movimento e como tal deve ser. Se alguma coisa vai mal, a energia deixa de agir livremente e passa a transmitir repetições e travamentos.

Os fluxos de energia deixam de ser transmitidos livremente e passam a ter um coportamento defeituoso, caracterizando problemas na sua transmissão, a partir da fonte. Tal situação bloqueia a conexão entre o Eu profundo (fonte) e a consciência objetiva, que se manifesta no plano da 3D. Assim, o indívíduo passa a sentir-se desconectado do universo e das outras criaturas, além de ser afastado da sua missão original. Imagine que a pessoa estava programada para ser médico nesta vida, porém, sua energia sofreu bloqueios. Dessa forma, ele dificilmente cursará medicina, ou se já tiver cursado, não se expandirá como deveria. Isto é, será um médico apagado; e consequentemente, não poderá servir, com mais ênfase, aos outros seres.

Para entender melhor esse processo, imagine um processador Intel Core funcionando a toda velocidade, fazendo todos os programas do computador trabalharem perfeitamente. De repente, tudo para, as páginas não abrem ou o sistema fica lento. Se o problema não for corrigido, a máquina ficará presa às repetições e aos travamentos dos arquivos.

De forma análoga, e preservadas as possíveis extemporaneidades, é dessa forma que a nossa energia matriz 3D se manifesta. Quando há um travamento, as partículas não se chocam e não interagem completamente, levando às chamadas falhas na raiz. Essas repetições e bloqueios geram sequências numéricas e símbolos desconhecidos do homem, porém, plausíveis de interpretação através das dízimas 1, 666..., 1, 999... (.) Mas podem ser, também, quaisquer dízimas; como 1, 222..., 1, 333..., 1, 444..., indefinidamente. Isto é, esses números repetidos significam um sinal de erro na matriz. A magia negra é uma arma capaz de gerar estes erros. Mas há outras formas de interromper a (des)ordem eletro-atômica.

Somos criados para gerar e expandir as energias com os nossos terminais cito-elétro-nucleares, co-criadores dos universos internos e externos; paralelos e imbricados. Quando alguém é atacado pela magia negra (verdadeira), por exemplo, a expansão da sua energia passa a sofrer falhas e, por conseguinte, a não fluir livremente. Essa falha pode ser representada por diversos códigos repetidos, indo de 1 a 9 através de dízimas periódicas intermináveis.

Além da magia negra, há uma força poderosíssima capaz de bloquear fluxos de energia e gerar códigos repetidos, travando a vida do indivíduo. Refiro-me à hipnose. Quero, entretanto, frisar que não estou a falar desta hipnose pirotécnica vista na televisão e em shows circenses. Falo do mesmerismo produzido por mentes e aparelhos altamente porderosos o suficiente para aleijar a alma de qualquer entidade conectada a eles.

A coisa funciona, mais ou menos, assim: os magos e/ou ETs descobrem todas as nossas fraquezas morais e as conexões energéticas entre as inúmeras fraternidades e nós, através do tempo. A partir daí, eles fabricam uma máquina emissora de forte vibração modulada na culpa e no medo, com a frequência da vítima, que fragiliza o ser e deixa-o acessível aos comandos hipnóticos do agressor. É assim que se faz, por exemplo, de uma entidade espiritual, um ovóide. Ou seja, ação de poderosa frequência hipnótica sobre uma mente torturada pela dor, pelo medo e pela culpa, causando deformação no seu corpo astral.

Os implantes, também, causam desgovernos nas forças vitais das centelhas divinas, gerando códigos 666 ou 999; ou, na representação matemática: 0, 666..., 0, 999..., 1, 323232...., 1, 414141....(.) A maioria deles costuma emitir frequências mórbidas que levam a criatura à depressão e à anulação da sua disposição para viver e transformar a sua realidade. Tais peças são provenientes de outras civilizações mais avançadas do que a nossa; e são difíceis de serem descobertas porque, muitos, são instalados a partir das infradimensões, onde o indivíduo se manifesta consciencialmente, ou em seus clones energéticos, os quais funcionam como ressonância vibracional, produzindo igual efeito destruidor.

Diante desta problemática envolvendo ataques e defesas psíquicas contra a energia proveniente da fonte divina em nós, fazendo-nos gerar códigos repetidos como o 333, 444, 555, 666 ou 999, devemos assumitr uma postura, ao meu ver, mais sábia e melhor avaliada, estrategicamente: trata-se da atitude de vigiar e orar (pelos outros e por nós próprios). Penso ser esta a melhor forma de ataque e defesa contra os que nos fazem mal gratuita e deliberadamente.

Autor: Gesiel Albuquerque

Sintomas de possível ataque de magia negra


Sempre que estudo os sintomas e os efeitos da magia, percebo que a mais terrível é aquela consubstanciada pelo ódio e pelo desejo de vingança. Portanto, rituais, cultos, oferendas ou outras formas de mandinga não surtem efeito quando não estão insufladas pela energia do ódio e pelo desejo de destruição contra a vítima.

Significa dizer que a magia negra é produzida por nós, pelos sentimentos e pensamentos que temos, e, também, por outras criaturas poderosas (aliens e magos negros) residentes nos universos e dimensões paralelas. Dela nos utilizamos (conscientes ou não), e na maioria das vezes somos suas vítimas diretas.

A única força capaz de neutralizar o poder da magia negra é o sentimento verdadeiro de amor e a integração com o Deus-Luz. Porém, raríssimos humanos conseguem produzir essa modalidade de amor e união em si. Lamentavelmente, nossas infraconexões nos deixam permanentemente (e de maneira inconsciente na maioria das vezes) interligados aos redutos das trevas mais profundas, inconfessáveis, porém atuantes em nossas ações, posturas, opiniões e desejos. Mesmo aqueles supostos "santos", de conduta ilibada, transmissores das mensagens de amor e de fraternidade, estão profundamente ligados às suas energias trevosas.

A diferença entre eles e as outras pessoas é que eles conseguem disfarçar muito bem. Para tanto, utilizam voz mansa, falam de coisas positivas, de amor, de luz, de verdade universal, etc. Só quem os conhece na intimidade percebe como a sua conduta não se coaduna, de fato, com as suas palavras.

O tratamento contra a magia negra é lento e, em muitos casos, doloroso. Não é raro encontrar pessoas sendo afligidas por esta energia tenebrosa há milhares de anos; ou seja, por repetidas vivências. Não é raro também, perceber que não basta apenas destruir o magnetismo mágico dos bonecos, cristais, maldições, oferendas, pragas e rituais. É preciso que a pessoa vitimada pela magia queira, profundamente, ser curada. Do contrário, toda a ação dos benfeitores surtirá pouco efeito.

Muitas vezes, o indivíduo magiado busca apenas o alívio para o seu sofrimento, mas não quer se libertar dos pactos, votos e contratos que assumiu nesta ou em outras vidas. Outras vezes, a razão para a sua dor está na matriz bio-holográfica do seu DNA espiritual; isto é, na genética da sua alma.

Asssim, somente os seus iguais poderão, de fato, libertá-lo dos acordos, contratos, pactos, votos. No entanto, do ponto de vista energético, o obsediado dificilmente conseguirá se afastar deles. Poderá até mudar de local, mas será rastreado através do quantum matricial contido em seu conjunto celular, geneticamente semelhante ao dos seus ex-comparsas, permitindo que seja descoberto em qualquer dimensão, universo ou planeta. Uma vez encontrado, quase sempre, todo o processo de ataque mágico recomeça com grande força contra ele. Tudo por causa de que? Por causa dos pactos não quebrados.

Para melhor entender essa situação, imagine o seguinte: um jovem tem problemas sérios com seus parentes. Eles o fazem sofrer psicologicamente por algum motivo aparentemente injustificável. Ele pede ajuda a terceiros para fugir daquela situação e recebe apoio para sair dela. Quem o ajudar, entretanto, não poderá fazer muito, pois, as ligações emocionais, culturais, energéticas e psicológicas entre o indivíduo e os seus familiares teimam em existir.

Dessa forma, será sempre necessário que ele se liberte dos contratos assumidos com os familiares e estabeleça outros rumos para sua vida. Alerto, entretanto, que se a coisa fosse fácil, não haveria sofrimento no mundo.

Com a intenção de ajudar, apresento uma lista contendo alguns sintomas prováveis dos ataques dos seres tenebrosos através da magia negra. Encontrei alguns desses sintomas em listas de sites e adicionei outros com base nos meus estudos.

Atenção!

Você pode estar sentindo alguns dos sintomas listados abaixo e não estar sob influência da magia negra. Um médico, um psicólogo ou um religioso poderão lhe ajudar de maneira mais efetiva. Portanto, antes de se afligir com uma possível impressão errônea, procure avaliar tudo para não tirar conclusões apressadas.

Se existem, simultaneamente, doze ou mais sintomas (+ que 31%) iguais a esses na sua vida, você pode estar sob ataque da magia negra. Não se impressione e nem tenha medo! Apenas reaja e procure alguém ou uma instituição séria e idônea para lhe atender. Ex.: um pastor, um espiritualista, um esotérico ou um padre; uma igreja, um centro kardecista ou espiritualista. Só não deixe de reagir incessantemente.

SINTOMAS:
1. Afastamento dos familiares e amigos;
2. Amnésia recorrente sem causa médica;
3. Desânimo perante a vida;
4. Desconfiança de tudo e de todos; acha que está sendo perseguido ou vigiado;
5. Desejo inexplicável de tirar a própria vida (se jogar de uma ponte, de um prédio, de uma torre, etc; ingerir veneno, atirar contra si);
6. Depressão sem causa clínica diagnosticada;
7. Dificuldade para exercer as atividades profissionais;
8. Dívidas financeiras frequentes (quanto mais se paga mais se deve);
9. Dores pelo corpo (sem causa clínica atestada);
10. Inimigos gratuitos (as pessoas te detestam mesmo sem você incomodá-las);
11. Falta de banho, tem odores ruins, não tem desejo sexual, etc.;
12. Falta de interesse em progredir na vida (em qualquer nível);
13. Incapacidade de reagir a ofensas;
14. Insônia;
15. Isolamento do mundo;
16. Medo, autopunição, culpa e remorso sem causa conhecida;
17. Ninguém ou poucos lhe chamam pelo nome (o nome de batismo é um mantra);
18. Observar só o lado negativo da vida (problemas, conflitos, incompreensões, etc.);
19. Obsessões espirituais;
20. Perda de emprego ou de contratos, sem motivo real;
21. Perda constante de dinheiro;
22. Perdas súbitas de apetite e de peso (sem uma razão para tal);
23. Pesadelos (caindo em abismos, sendo encurralado, levando tiro, facada; comendo coisas podres, nadando em água suja, etc.);
24. Prejuízos materiais (dificuldade de conquistar bens; vendas ou compras mal feitas);
25. Prejuízos morais (calúnia, difamação, humilhações gratuitas);
26. Problemas de saúde, sem que os médicos encontrem as causas;
27. Problemas no lar, sem motivo justo;
28. Relações sociais instáveis;
29. Repetidos acidentes de trânsito, quedas, acidentes domésticos (leves ou graves);
30. Sensação constante de frio no estômago, nos pés e nas mãos, mesmo no calor;
31. Sensação de picadas na nuca; como se fossem "agulhadas";
32. Sensação de vazio na alma;
33. Ser alvo de chacotas constantes(um bobo da corte);
34. Sonhos constantes com Ets e naves espaciais (geralmente caindo);
35. Visão espontânea de fantasmas ou vultos (em casa, na rua, no trabalho);
36. Vítima de agressões físicas gratuitas;
37. Vontade de agredir a todos sem uma razão específica;
38. Vontade de sumir e não dar notícias;
39. Zumbido dentro da cabeça (sem causa clínica detectada);

Autor: Gesiel Albuquerque

WikiLeaks


WikiLeaks é uma organização de mídia sem fins lucrativos, cujo objetivo é levar as notícias e informações importantes ao público. Essa organização possui um jeito novo, seguro e anônimo de obter as informações para divulgá-las através dos seus jornalistas para o mundo inteiro no que eles chamam de “caixa de pingos eletrônicos”.

Uma das atividades mais importantes dessa ONG é publicar documentos legais originais relacionados aos seus boatos, de tal forma que os leitores e historiadores, provavelmente, possam ter evidências da verdade dos fatos.

Eles se dizem uma organização jovem que tem crescido muito rapidamente com base em uma rede de voluntários em todo o planeta. Desde 2007, quando a organização foi oficialmente fundada, a Wikileaks tem trabalhado para documentar e publicar as informações mais relevantes. Ela também adapta tecnologias para desenvolver as suas atividades.

A WikiLeaks tem conseguido vitórias importantes contra os ataques políticos e oficiais voltados a silenciar a organização das suas publicações, calar os seus jornalistas e a eliminar as suas fontes anônimas.

Os princípios básicos nos quais o trabalho da Wiki se fundamenta são: a defesa da liberdade de expressão e de publicação, a ampliação dos registros históricos e o suporte a todas as pessoas para divulgarem novos fatos. Eles se baseiam nos princípios da Declaração Universal dos Direitos do Homem.

Recomendo à Wikileaks divulgar os arquivos relacionados aos experimentos com extraterrestres, realizados pelo governo dos Estados Unidos; e onde foram construídas as bases secretas voltadas a desenvolver pesquisas com armas alienígenas e manipulações genéticas envolvendo as técnicas de hibridismo entre aliens e humanos.
Autor: Gesiel Albuquerque