Sobre as ações dos seres das trevas.

Não se sabe um milésimo da variedade de ações tenebrosas e perversas engendradas pelos seres das trevas (magos negros e alienígenas). A maior parte da literatura sobre o tema é pífia, explica pouco e detalha ainda menos.
O maior mérito dos textos sobre as ações dos tenebrosos no plano astral é mostrar aos humanos o quanto somos atacados e o quanto estamos vulneráveis aos seus sortilégios. Impressiona-me a facilidade com a qual esses seres nos atacam e nos dominam. E para isso, eu não tenho resposta.
Ao contrário do que muita gente pensa, os seres tenebrosos agem, também, enquanto o indivíduo está acordado, implantando nele objetos ou cascões astrais, sem que ele desconfie do que está ocorrendo.
Uma forma muito prática e eficaz deles nos atacarem, enquanto estamos acordados, é a colocação de agulhas imantadas em nossa nuca. Observe sua nuca! Veja se não há bolhas inflamadas parecidas com espinhas, e quando você espreme, não sai coisa alguma. Se você não tem reação alérgica nessa região, se tais bolhas não são espinhas, pode ser um sinal indicador da existência de implantes colocados com o objetivo malígno de nos monitorar e de roubar as nossas energias.
Mesmo não havendo bolhas, não quer dizer que não estamos implantados. A diversidade dessas peças e seus propósitos é imensa. Só não sei como nos defendermos desses ataques.
Tudo o que é dito sobre proteção espiritual e sobre o equilíbrio interior, que nos levam à imunidade contras esses objetos e aparelhos, é falácia. Há um pouquinho só de verdade nisso tudo, mas o resto é pura fantasia. A verdade é que estamos desconectados das forças da luz, e portanto, desprotegidos. Quem tem algum tipo de proteção, o faz pelos pactos sinistros com os regentes das trevas; e isso ocorre com a maioria absoluta da população da Terra.

Comentários

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Ao comentar, coloque seu nome e a localidade.

Postagens mais visitadas deste blog

Rodrigo Romo é uma farsa

Esclarecimentos enviados por Rodrigo Romo

Anjos, deuses e equívocos