sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Fazemos parte de uma cadeia alimentar


A realidade física não significa algo ruim para as experiências humanas. Entretanto, é preciso ter certa precaução em relação à facilidade de sermos iludidos durante a manifestação da nossa verdadeira essência e quanto à programação que temos a desempenhar.
Ocorre que ao adentrarmos a terceira dimensão (planeta Terra) através do corpo físico, perdemos a lembrança de quem realmente somos e dos compromissos assumidos com seres e governos astrais antes de nascermos. Dessa forma, ficamos fragilizados e propensos à influenciação de outras mentes interdimensionais (não-humanos), conhecedoras exatas sobre o que somos e de onde saímos até chegarmos aqui.


Lamento informar, e podem ficar estarrecidos; porém, eu sei muito bem do que estou a falar. A verdade é que fazemos parte de uma cadeia alimentar, na qual há predadores (extraterrestres e magos negros) acima de nós, pelos quais somos explorados e extorquidos energeticamente, e servimos, sem saber, na maioria das vezes, como fonte de energia para essas criaturas provenientes de outras civilizações de universos entrecruzados com o nosso.

O que facilita esse roubo das nossas forças é justamente a falta de lembrança da nossa verdadeira essência e o que podemos fazer para nos protegermos. Há, no entanto, seres encarnados plenamente conscientes desse processo de extorção energética e empenhados e ajudar aos seus "senhores" a roubar energia dos humanos. Esse processo é caracterizado como "vampirismo". Aliás, não faltam vampiros entre nós, em todos os setores e seguimentos sociais.

Quando encarnados neste orbe, os seres humanos perdem parte do seu poder consciencial e tornam-se alvos fáceis nas mãos de manipuladores das vontades, residentes em espaços diretamente conectados a nosso. Assim, o que se costuma chamar de pensamentos humanos, ou escolhas individuais, não passa, em muitos casos, de manipulação mental arquitetada por entidades mais avançadas tecnologicamente do que nós.

E qual é a fonte da sobrevivência deles? Resposta: são as nossas emoções e desejos, através dos quais produzimos formas-pensamento que lhes servem de verdadeiros manjares afrodisíacos.

Conclusão: Devemos estar sempre atentos ao que pensamos ou sentimos. Ou então, poderemos servir de marionetes, e de "alimento" para os seres tenebrosos do mundo etéreo.

Autor: Gesiel Albuquerque

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Partícula "mais veloz que a luz" pode ser revolução na física

Estudiosos dizem que se velocidade for confirmada, partícula pode provar que é possível viajar no tempo
Cientistas de ponta disseram nesta sexta-feira (23) que a descoberta de partículas sub-atômicas que viajam mais rápido que a velocidade da luz poderia obrigar uma ampla reavaliação das teorias sobre a composição do cosmos, caso seja independentemente confirmada.

Jeff Forshaw, professor de física de partículas na Universidade de Manchester, na Grã-Bretanha, disse à Reuters que os resultados, se confirmados, poderiam significar que é possível teoricamente "enviar informações para o passado".
"Em outras palavras, a viagem para o passado poderia ser possível... (apesar de que) isso não significa que estaremos construindo máquinas do tempo em qualquer momento próximo."
O instituto de pesquisa CERN, localizado perto de Genebra, na Suíça, confirmou hoje (23) em uma coletiva de imprensa de mais de uma hora que medições feitas durante três anos revelaram que neutrinos injetados em um receptor em Gran Sasso, na Itália, haviam chegado em média 60 nanossegundos mais rápido do que a luz teria feito -- uma diferença minúscula que poderia, no entanto, minar a Teoria da Relatividade de Albert Einstein, de 1905.

"Afirmações extraordinárias exigem provas extraordinárias, e essa é uma afirmação extraordinária", disse o eminente cosmologista e astrofísico Martin Rees à Reuters.

Fonte dessa notícia:

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

A energia magnética em nós

O título deste artigo não é novidade para ninguém, pois costumamos ouvir falar dessa temática nas aulas de física e química, ou nas discussões entre amigos. Portanto, não é algo novo. Bem, mas se não é novo, por que resolvi intitular o meu texto usando essa frase? A resposta é a seguinte: devido a influência (atrativa ou repulsiva) do magnetismo sobre todos os seres da criação. Eu disse: todos.

A energia magnética é fundamental para nossa existência; e posso dizer seguramente que, sem ela, não estaríamos aqui. Vamos aos fatos:

Através de um posicionamento específico e por causa de uma movimentação dinâmica envolvendo rotação e translação, o centro gravitacional do nosso planeta emite uma energia poderosa capaz de exercer, entre outras tarefas, a coesão das partículas e não deixar que os corpos se desintegrem facilmente. Em sendo assim, e por analogia, não é difícil depreender que somos aglomerados de células, órgãos e tecidos, graças ao magnetismo imanente em nós.

É também devido a essa poderosa força de união atômica que podemos ficar "grudados" na superfície terrestre (força gravitacional). Isso, em qualquer aula de física pode se comprovar. Observe que, saindo do ponto de atração magnética (gravidade), os corpos perdem o seu sistema referencial de massa e de peso, podendo, então, realizar movimentos inimagináveis aos nossos padrões gravitacionais. Na lua, por exemplo, onde a gravidade é quase zero, qualquer um de nós poderia andar a saltos gigantescos e, de certa forma, até voar.

Mas, como isso pode interferir em nossas vidas positiva ou negativamente? Bem, por sermos seres magnéticos e termos o poder de absorver e emitir energia, é possível inferirmos que se não soubermos utilizar (aplicar) esse fluxo em nossa dinâmica, teremos resultados nada agradáveis durante o percurso estelar. Isso vale tanto para a atração dos corpos quanto para o poder de atração, ou repulsão, das nossas emoções, pensamentos e sentimentos.

Nesse caso, quero ater-me especificamente à energia magnética da mente e das emoções, personificada nos desejos. Quando estes se mostram obtusos, doentios ou viciados (repetitivos), a energia produzida por eles servirá para abrir e manter portais magneticamente negativados e com frequências quânticas corrompidas; o que certamente atrairá seres provenientes de mundos e dimensões com padrões inversos, facilitando o ataque à nossa lógica existencial dentro dos níveis da 3D. Significa que poderemos ser mais facilmente controlados, dominados e escravizados por mentes dissonantes das nossas. Através da imposição de castigos, torturas ou hipnoses, acabaremos por nos adequar a esses padrões invertidos e a ele nos prendermos indefinidamente.

Quando essas frequências se distorcem, perdemos o equilíbrio central do nosso próprio eixo psicológico-energético fazendo com que toda a homeostase molecular, orgânica e espiritual estabelecida antes de nascermos na 3D se desmonte e permita o acesso de terceiros às nossas defesas. Isso é muito perigoso porque, como diz um ditado antigo: "para se conseguir algo é muito difícil; para perdê-lo é extremamente fácil". Aplicando-o ao mote desse texto, insisto que conseguir o equilíbrio energético-emocional é difícil; porém, perdê-lo é muito fácil.

E de que forma perdemos essa homeostase quântico-magnética? Quando assumimos, por exemplo, compromissos impagáveis em troca de poder, recompensas vãs, supostas proteções astrais, entre outras; quando por razões que a própria razão desconhece o homem se entrega ao seu lado negro, preferindo destruir para supostamente construir, colidir para supostamente manter distância e equilíbrio.



Essa lógica pertence à essência teórica da poderosa loja negra do mundo astral, a qual vê no caos destruidor o poder de restauração da essência humana. Ao contrário dela, a loja branca prefere edificar para não cair, respeitar distâncias para não colidir, estabelecer equilíbirio entre as forças do caos.

Nos desequilibramos ainda quando buscamos impedir a manifestação energética das outras consciências magnetizadas pela grande mente divina. Ao tentarmos inibir a manifestação das outras energias, produzimos ligações biomoleculares intensamente imbricadas nos alvos da nossa interferência e, fatalmente, em algum momento, estaremos subordinados a lei de aproxiamação do nosso inimigo, ficando mais íntimo dele do que se possa imaginar. Uma das forças do caos é a constante de aproximação (atrito) e de distanciamento (campos magnéticos repulsivos). Um pode se tornar o outro facilmente, e vice-versa.

Comecei este texto falando da energia magnética, a fim de mostrar o quão importante ela é para a existência humana, e do próprio planeta. Busquei mostrar a sua manifestação em todos os níveis, reinos e sobre todos os seres (encarnados ou não). E finalizo-o chamando atenção para os cuidados para a utilização do magnetismo em nossas atitudes, posturas e decisões.

A grande questão desse fluido vital em nós, criaturas magnéticas, é a sua atuação para a construção ou desconstrução de realidades, sejam densas ou sutis. Dessa forma, convém alertar sobre os perigos do seu uso incorreto, em relação, por exemplo, ao nosso Eu divino, cujo canal principal de manifestação é a vontade, a partir da qual tudo se magnetiza, concretizando-se ou desequilibrando-se por completo.



Autor: Gesiel Albuquerque

Físicos europeus descobrem partículas mais rápidas que a luz

Físicos anunciaram esta quinta-feira (22) que partículas subatômicas denominadas neutrinos podem viajar mais rápido que a luz, uma descoberta que, se comprovada, seria inconsistente com a teoria da relatividade de Einstein.

Em experimentos feitos entre o Centro Europeu de Pesquisa Nuclear (Cern), em Genebra, na Suíça, e um laboratório na Itália, as minúsculas partículas foram cronometradas a uma velocidade de 300.006 km/seg, sutilmente mais rápido do que a velocidade da luz, afirmaram os cientistas.
“Dá uma sensação de que tem alguma coisa errada, que isso não pode estar acontecendo,” disse James Gillies, porta-voz do Cern. Ele afirmou que os resultados surpreenderam tanto os pesquisadores da institução que eles pediram que outros colegas verificassem suas medições antes de anunciar de fato a descoberta.”Eles estão convidando a comunidade mundial da Física a examinar minuciosamente seu trabalho, e idealmente, conseguir que alguém repita os resultados,” afirmou.

A equipe do acelerador de partículas do Fermilab, nos Estados Unidos, já se comprometeu a iniciar esse trabalho. “É um choque,” disse o chefe do grupo de Física Teórica do Fermilab, Stephen Parke, que não fez parte da pesquisa na Suíça. “Vai nos causar um monte de problemas, isso é fato. Se é que é mesmo verdade”.

O Fermilab conseguiu resultados semelhantes em 2007, mas a margem de erro era tão grande que minimizou sua importância científica.
[...]
Mas os cientistas concordam que se os resultados forem confirmados, eles vão forçar uma revisão completa das leis da física.

A Teoria da Relatividade de Einstein, que diz que a energia é igual a massa vezes a velocidade da luz é a base de toda a física moderna, afirmou John Ellis, físico do Cern que não esteve envolvido na experiência. “Funcionava perfeitamente até agora”, ressaltando que os pesquisadores do OPERA podem ter a responsabilidade de explicar como neutrinos mais rápidos que a luz não foram descobertos até agora. “Se for verdade, é uma descoberta tão fantástica, mas tão fantástica, que temos que ser cuidadosos até confirmá-la”.

(Com informações da AP e AFP)

Fonte dessa notícia:

http://ultimosegundo.ig.com.br/ciencia/fisicos-europeus-descobrem-particulas-mais-rapidas-que-a-luz/n1597223663198.html

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Soldadura perispirítica

No campo das obsessões, o perispírito também é utilizado como mecanismo de ação, podendo-se através dele entender como funciona este fenômeno. Nas mais variadas expressões obsessivas caracterizadas pela influenciação entre almas, sejam elas encarnadas ou desencarnadas, o intercâmbio se verifica em decorrência da proximidade da natureza da vibração dos indivíduos, que se utilizam do perispírito para estabelecerem o contato nocivo:

"A justaposição do agente ao paciente pode se verificar de tal forma, que os perispíritos parecem se interpenetrar, como a configurar uma quase fusão entre eles.                        
Esse processo, que, pela persistência dessa interpenetração psicossômica, pode ser chamado de Soldadura Perispirítica, acontece sob o comando magnético de terceiros - Espíritos treinados em tais perversidades -, ou por ação natural do próprio obsessor.

No primeiro caso, almas em desequilíbrio - inconscientes, até, do que ocorre, catalogando-se, entre elas, particularmente, as submetidas aos efeitos do monodeísmo - são magneticamente jungidas aos perispíritos das vítimas, provocando-lhes os mais graves desajustes psíquicos, responsáveis pelo surgimento dos numerosos distúrbios elencados em psicopatologia.                        
No segundo, a atitude mental vingativa do próprio obsessor, fechado em seu ódio contra o obsidiado - ontem, normalmente, seu cruel algoz -, leva-o a unir-se de tal maneira a este, que os perispíritos parecem como que soldados entre si". (Zalmino Zimmermann, Perispírito, Cap. XIV, p.409).     
                  

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Todo cuidado é pouco!

O homem encarnado costuma se esquecer por completo da sua realidade espiritual. Mesmo freqüentando religiões ou indo a cultos diversos, o ser humano nem se lembra que é um ser fluídico etéreo vivenciando uma realidade densa, carnal, em consonância com a sua mentalidade e desejos.

Esse esquecimento provoca uma espécie de torpor mental que impede um aprofundamento mais significativo sobre a análise da sua natureza e, consequentemente, as suas falhas e carências. Todo esse processo gera fragilidades capazes de manter portais dimensionais escancarados aos dominadores do mundo astral. E o que é pior, quanto mais controlado, mais o homem pensa que é livre. Quando mais subordinado, mais ele se sente dominador. Por isso vê-se tanta gente dizer que não acredita nisso ou naquilo, em se tratando de assuntos espirituais.
Entretanto, não é demais lembrar a presença encarnada de muitas pessoas conhecedoras de todo esse processo dominador, mas intimamente ligadas aos seus chefes em outras dimensões e até mundos distantes do nosso. Sem querer ser exagerado, e já sendo, a humanidade está para os dominadores assim como o gado está para nós. Ou seja, é como se tivéssemos sido criados para servirmos de alimento para os senhores da escuridão. Por isso, todo cuidado é pouco.
Autor: Gesiel Albuquerque

sábado, 3 de setembro de 2011

As egrégoras

Todo cuidado é pouco com a formação das egrégoras tenebrosas aqui no mundo físico e no mundo astral. Os seres deste universo possuem dispositivos internos que, quando necessário, fazem com que eles se unam e formem coletividades energéticas tanto para fazer o bem quanto para fazer o mal. Infelizmente, na maioria das vezes, essas uniões são formadas para fazer o mal através da inveja, do ódio e dos sentimentos de destruição contra pessoas ou causas.

As conexões internas humanas são intrinsecamente ligadas às bases de onde saímos. Nestas bases, habitam fraternidades, organizações, empresas e instituições que coordenam, em muitos casos, os processos reencarnatórios. Ao formarmos, ou participarmos das egrégoras, ativamos todos os nossos contatos e essências imateriais gravados em nosso DNA espiritual.

Dessa forma, é preciso que as pessoas se conscientizem dos efeitos e poder das uniões energéticas a fim de que estas só sejam formadas para fazer o bem. Pois, quando o feitiço se volta contra os feiticeiros, as consequências são imprevisivelmente destruidoras.


Autor: Gesiel Albuquerque