As egrégoras

Todo cuidado é pouco com a formação das egrégoras tenebrosas aqui no mundo físico e no mundo astral. Os seres deste universo possuem dispositivos internos que, quando necessário, fazem com que eles se unam e formem coletividades energéticas tanto para fazer o bem quanto para fazer o mal. Infelizmente, na maioria das vezes, essas uniões são formadas para fazer o mal através da inveja, do ódio e dos sentimentos de destruição contra pessoas ou causas.

As conexões internas humanas são intrinsecamente ligadas às bases de onde saímos. Nestas bases, habitam fraternidades, organizações, empresas e instituições que coordenam, em muitos casos, os processos reencarnatórios. Ao formarmos, ou participarmos das egrégoras, ativamos todos os nossos contatos e essências imateriais gravados em nosso DNA espiritual.

Dessa forma, é preciso que as pessoas se conscientizem dos efeitos e poder das uniões energéticas a fim de que estas só sejam formadas para fazer o bem. Pois, quando o feitiço se volta contra os feiticeiros, as consequências são imprevisivelmente destruidoras.


Autor: Gesiel Albuquerque

Comentários

  1. Olá Gesiel!

    Só dei uma rápida olhada por cima no seu blog que me chamou atenção!
    Outra hora com mais calma voltarei pra conhecer melhor!
    Parabéns pelo interessante espaço de conhecimento...

    Abraço fraterno,
    Moira

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Ao comentar, coloque seu nome e a localidade.

Postagens mais visitadas deste blog

Rodrigo Romo é uma farsa

Esclarecimentos enviados por Rodrigo Romo

Anjos, deuses e equívocos