Paulo Coelho (III)


Um demônio não precisa de tempo para causar estragos – assim como as tempestades, os furacões e as avalanches, que conseguem destruir, em algumas horas, árvores que foram plantadas há duzentos anos.

Demônios chegam e partem sempre, sem que necessariamente algo seja afetado pela presença deles.

Estão constantemente caminhando pelo mundo, às vezes apenas para saber o que está acontecendo, outras vezes para testar esta ou aquela alma, mas são inconstantes e mudam de alvo sem qualquer lógica, guiados apenas pelo prazer de uma batalha que valha a pena

Autor: Paulo Coelho

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Rodrigo Romo é uma farsa

Esclarecimentos enviados por Rodrigo Romo

Anjos, deuses e equívocos