Reflexões


O mundo está cheio de pessoas acusadoras. É difícil encontrar alguém que não sinta um certo prazer mórbido em apontar as falhas alheias. Não é fácil, porém, encontrar quem aceite ser acusado, criticado, vilipendiado. 

Esse jogo medíocre que consiste em "bater para não apanhar" me causa ojeriza, principalmente porque, aproveitando um velho ditado, "se colocar chocalho no pescoço, não sobra um". Penso que no dia em que as pessoas aprenderem verdadeiramente a se respeitar, teremos um mundo sóbrio, de harmonia e de felicidade, sem algozes ou vítimas.

Alimentar sonhos e esperanças em dias melhores nos fazem sair do patamar simplório das ações e alçar níveis mais elevados de convivência com o outro, com a vida e com o nosso patrimônio espiritual.

Vejo tantas pessoas se prendendo ao nada e negando tudo que o Universo lhes oferece, que fico a questionar se, nesta vida, só o corpo delas se materializou; enquanto a sua consciência ficou no ponto, esperando o bonde passar.

Autor: Gesiel Albuquerque

Comentários

  1. É mas você é um q adorava criticar o tal Rodrigo Romo. Sentia ou sente prazer nisso ainda. Queria ver a caveira do sujeito e agora vem falar que são os outros que gostam de criticar.
    Michaell Belo Horizonte

    ResponderExcluir
  2. Michele de BH, querida, leia o texto com maior atenção. Verá que não há contradição. Bjs.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Ao comentar, coloque seu nome e a localidade.

Postagens mais visitadas deste blog

Esclarecimentos enviados por Rodrigo Romo

Rodrigo Romo é uma farsa

Anjos, deuses e equívocos