segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Karma é uma palhaçada


Nos últimos 40 anos, tem se difundido no ocidente uma ideia importada do oriente, mais precisamente da Índia, através do budismo, do induísmo e outras religiões, sobre as causas dos sofrimentos humanos. Trata-se do Karma. O lema desse pensamento é enfatizar que, ao sofrermos adversidades na vida, estamos pagando pelos erros/crimes/pecados que cometemos em outras.

Essa ideia também é defendida pelo Espiritismo, religião codificada em 1857 pelo professor francês Allan Kardec. O ponto de vista dessas religiões é o mesmo. Ou seja, tudo o que sofremos é resultado do que fizemos.

O meu ponto de vista sobre o karma é que isso tudo é uma tremenda palhaçada instituída para dar um certo consolo àqueles inconformados com os seus desgostos. Dessa forma, o pobre se sente confortado porque sabe que a sua pobreza é um castigo, o rico entende que já foi pobre e na vida atual é a vez de usufruir; o doente mental, o paralítico e os enfermos perenes também se consolariam com tudo o que passam até o fim, com resignação e paciência.

O que muita gente não percebe é que o karma é uma invenção das forças das trevas para iludir os incautos, limitando-os às barreiras impostas mental ou fisicamente para que não se expandam em luz e força. E para justificar essa manipulação, muitos teóricos do karma invocam a constatação da 3ª lei de Newton sobre a movimentação dos corpos: o princípio da ação e reação. Ou seja, bateu, levou.

Pare pra pensar e veja o seguinte: já que estamos sob o poder da lei do karma, significa dizer que a humanidade deveria estar toda amarrada, porque não se salva um. Todos cometemos, em algum nível e em situações diferentes, atitudes perversas, covardes e hediondas contra pessoas ou lugares. Ninguém nesse universo é santo, ninguém. Muitas vezes, aqueles que mais falam em amor, paz e harmonia são os mais perversos quando têm os seus interesses atingidos.

Outra questão a levantar é a seguinte: se sofremos porque merecemos, quem então tem o merecimento de nos infringir sofrimento? E por que alguns podem fazer outros sofrerem, ao seu bel prazer, sem que nada lhes aconteça? Por que Deus praticaria tal injustiça conosco? Por que seríamos tão burros para escolhermos passar por sofrimentos enquanto os outros, também pecadores, viveriam no bem-bom? Se todos queremos o melhor, por que nessa situação escolheríamos o pior? Faz sentido? 

Veja que, a considerar tal situação, temos o seguinte: fizemos alguém sofrer no passado e agora esse alguém nos faz sofrer no presente. E depois? Esse alguém vai pagar pelos crimes que cometeu contra nós? E quais seriam os limites desse castigo? E será que ele/ela seria santinho ao ponto de merecer castigar sem ser castigado? Ou seja, será que não cometeu crimes contra outros seres? E por ser "limpo" poderia ser perverso? Que justiça divina é essa?

Observe que a justificativa para a existência do karma seria o amor de Deus, o qual daria à humanidade a oportunidade de se redimir dos seus erros. No entanto, ninguém parou para perceber que karma é o exercício disfarçado da vingança. E todos sabem que a vigança é oposta ao amor de Deus. Alguém discorda disso?

Segundo a bíblia, foi Moisés quem instituiu a vingança abertamente, ao pregar: "olho por olho, dente por dente". Jesus veio depois e disse: "retribuir o mal com o bem". Ou seja, não se vingar. Qual é então a justificativa para essa palhaçada chamada karma?

Penso que nenhuma das duas visões está certa. Para mim, o correto é a máxima: o seu direito termina quando começa o meu. Se você não mexe comigo, eu não mexo com você. Pois eu tenho o direito e o dever sagrado de me defender.
Envie comentários.

Autor: Gesiel Albuquerque

 

15 comentários:

  1. Quando o senhor explica que jé estivemos envolvidos em conflitos em outros planetas, dimensões e aqui mesmo e por isso talvez sejamos perseguidos pelos inimigos pretéritos e por isso sofremos..bem, esse contexto é CARMA!
    CARMA é a nossa bagagem, nosso currículo e o que advém daí! Nossa marca energética e nossos pactos.È a palavra que o CONSOLADOR (kardecismo), melhor achou para definir uma situação cumulativa, seja agradável ou menos agradável, pois carma pode ser bom ou não. É um somátório de fatores que resultam na energia particular de cada um e que atrai as situações e pessoas as mais diversas.Ele é dinâmico e está sempre mudando.Estamos sempre construindo nosso Carma. Outrossim, ninguém tem permissão de Deus para torturar alguém. Quem assim o faz contrai pesados débitos conscienciais, mas também é certo que quem o mal faz, torna-se imediatamente um candidato a tb viver aquela situação, por pura ressonância,atraindo seres e eventos, situação em que nem Deus pode intervir, mas só a própria consciência do culpado, liberando-se através do autoperdão, quando amadurece sentindo em si mesmo o erro que praticou contra outros, em outras eras ou dimensões.Os erros e tb os acertos entram no DNA da alma. Concordo com o senhor que ninguém é santo. E não é mesmo! Por isso torturam-se uns aos outros até que alguém pensa: Chega! Quero evoluir! E procura suas respostas e seus caminhos!Afasta-se do que não lhe convém e reinicia sua jornada. Começa a mudar seu Carma. Reescreve sua história. Quanto aos sofrimentos atrozes, perdas, aleijões...isso é o Carma particular do indivíduo (existe o coletivo) porque quem planta colhe,quem com ferro fere, com ferro será ferido, seja nessa encarnação, na próxima, no astral, daqui a dois mil anos, em outro planeta, em outra galáxia, em outra dimensão...enfim, será providenciado o contexto, o cenário, para a recapitulação do acontecimento mal vivido, até que sobrevenha o perdão e o amor a tudo e a todos. O tempo e o espaço são infinitos. Tua consciência não esquece. Te acompanha e exige reparos, pelo bem ou pelo mal! Para mim, o maior segurança é interiorizar e viver aquela máxima kardecista que diz: fora da caridade não há salvação! me parece perfeito! SORAYA?POA_RS

    ResponderExcluir
  2. Quem com ferro fere, com ferro será ferido? Você lembra daquela passagem bíblica na qual Jesus fez Pedro guardar a sua espada avisando-lhe exatamente isso: "quem com ferro fere, com ferro será ferido"?
    Soraya, essa é a forma como você entende o karma?, Você concorda com Pedro ou com Jesus? Espero a sua resposta.

    ResponderExcluir
  3. As pessoas relacionam muito sua vida com as dos outros, professor! A razão que eu tenho em uma disputa, seja qual for, é o que menos importa no final, no "frigir dos ovos" na construção daquilo que "EU SOU" no decorrer infinito dos tempos e espaços! Importa, para o ser em evolução, é o que ELE(A) faz, o que ELE(A) sente e os pensamentos que alberga. Isso é ELE(A)! Jesus tb disse: "mais vale ser a flor pisada do que aquela que pisa!" Por que na economia da alma, que não foi criada para sofrer, mas acaba sofrendo pela ignorância, eventualmente foi melhor ter sofrido do que ter feito sofrer!O que sofreu, tem muitíssimos mais chances de recuperação se usar a máxima do Cristo "perdoa setenta vezes sete" como forma de profilaxia mental e esperitual e tb por que ninguém é santo! Alguma tb aprontou. Aqui ou antes!Fazer sofrer, tendo razão ou não, veja bem,forma a tal bagagem indesejável ou Carma negativo, que é o currículo energético de cada um, uns muito negativos, outros + ou -, outros nem tanto...são resultado de escolhas, por isso a diversidade do mundo! Uns vivem "bem" agora, aparentemente, mas daqui talvez a centenas de anos tenham que prestar testemunho de algo grave feito outrora,longe no tempo e no espaço, onde tenham faltado com a piedade e o amor, como forma de dar prosseguimento a sua escalada espiritual...Outros parecem sofrer muito no hoje! Ninguém é santo! Esses ets e magos negros que nos alcançam com sua malevolência o fazem porque conseguem nos acessar, algo em nós ainda permite esse acesso, é o Carma ainda um tanto ligado a esses eventos, cabe a nós descobrir como romper essa ligação, sendo tão diferente deles que não consigam nem chegar perto. Esse será então o novo Carma! Concordo com Jesus! É difícil..é! Jesus "pensa longe"! Claro que eu feriria para defender um filho...tudo é avaliado pelos "senhores do carma". Elementos que compõe as circunstâncias podem ser inúmeros e existe sim uma justiça divina. Nesse caso citado eu poderia ser acusada de negligência...se não defendesse! Existem sutis fatores como intenção, situação e por aí vai e que moldam um Carma e um destino! Se alguém escolhe defender-se de "igual para igual" e ferindo da mesma arma, isso é escolha pessoal do sujeito, é um direito dele, se quer se equiparar ao outro no erro, demonstrando mal disfarçado orgulho, registrando em si tb aquele ato!Perdendo a oportunidade de perdoar e achar outro jeito. Somos livres para evoluir muito agora ou dar uma estacionada. Mas o recomendável, como REGRA GERAL CRISTÃ, é o que Jesus disse para Pedro. "Abstenha-se do erro, pense em ti!" Construir um Carma positivo, bom e saudável e que dê acesso a mundos melhores e menos violentos é tarefa pessoal e intransferível e ninguém disse que era fácil! É o difícil vestibular da alma, onde temos que aprender muitas matérias e prestar muitos testes e não vale mandar outros fazer no nosso lugar. Desculpe a longa resposta, é que gosto muito de escrever! SORAYA/POA-RS

    ResponderExcluir
  4. Seus textos são sempre bem vindos.
    Se me permite uma sugestão, desfoque um pouco a influência religiosa e busque conteúdos ligados à física quântica e às suas experiências cotidianas, observadas na prática atentamente. Depois você me diz se vai continuar com essa visão temática sobre o karma. Afirmo, entretanto, que respeito o seu ponto de vista.
    Abraço.
    Prof. Gesiel Albuquerque

    ResponderExcluir
  5. karma não é palhaçada,é um fato!
    agora o que fazemos com esta constatação é que é o problema...
    e nisto vc está certo...
    de qualquer forma a noção do karma fortalece a mente e não o coração e isto realmente mantem o status quo da manipulação que sofremos e convivemos...basta reconhecer o karma e dele se livrar imediatamente!

    ResponderExcluir
  6. Caro Ricardo,

    Karma é o exercício disfarçado da vingança. Em nome de Deus, do amor, da lição aos culpados, ou de sei lá o quê, muitas religiões admitem a punição aos supostamente merecedores de castigo, como uma forma de purificação proporcional aos erros cometidos. Isso é estratégia maligna das trevas para manter as consciências presas a um padrão de culpa, medo e remorso. E assim poder controlar mentes, emoções e desejos.

    Quem nesse universo está legitimamente limpo para castigar os outros pelas suas impurezas? E quem disse que as pessoas só aprendem pelo sofrimento? A grande lição divina consiste em não repetir os erros que percebemos nos outros.
    Valeu pela sua participação. Volte sempre.

    Prof. Gesiel Albuquerque

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ninguém castiga ninguém por impurezas. O próprio ser se auto castiga. Atrai para si situações e seres semelhantes àqueles que criou para outros. O foco dessa atração está na própria aura do indivíduo, como marca energética daquilo q ele(a) foi ou fez,o que o coloca em sintonia com situações e criaturas do mesmo patamar. É pura lei da atração! Isso é Karma. Muita vezes vivenciar a situação não muito agradável e linkada com seres de quem "não simpatizamos", vivendo isso com dignidade e equilíbrio, é o q basta para superarmos essa chaga energética. Obtendo a cura! Transmutando o sofrimento. Já a revolta, a raiva etc...só revolvem a ferida da alma e linka o indivídua a perpetuar situações as mais diversas, desagradáveis, por pura ressonância energética.Por que o subconsciente entende que o indivíduo não superou "aquilo" e busca a repetição dos fatos e pessoas. Não existem agentes aplicadores do karma. Existem sim predadores (ets maus, magos, obsessores...)atraídos pela contenda para roubo energética e escravização, como moscas no esterco. Melhorar seu karma é tarefa particular, intransferível e urgente para evitar enredamentos maiores. Michaell Belo Horizonte

      Excluir
  7. Michele de BH, o karma é uma palhaçada.
    Prof. Gesiel

    ResponderExcluir
  8. Bom, acho que o karma seria o exílio planetário.
    Voce está em um planeta no seu mesmo nivel evolutivo.
    Os reptilianos encontraram uma brecha no karma e assumiram posições de poder kkkk.

    ResponderExcluir
  9. Carma é apenas uma Lei de Causa e Efeito. O Universo funciona com base na Mecânica Quântica, onde o elétron muda de acordo com o observador, no nível microcósmico. Isso depende também do poder do observador em conseguir também, no nível macrocósmico, conseguir materializar o que pensou, sentiu ou falou. Fiat Lux, faça a Luz e ela foi feita imediatamente. Isso pelo Divino, pela Presença Eu Sou. Em relação aos seres evoluídos, os Mestres Ascensos estão acima da Lei, acima do Carma em vários aspectos, mas não interferem diretamente em nada da nossa vida, se não houver pedido(oração, reza) de ajuda por parte de um ser humano encarnado, e que esse ser humano que pediu tenha também uma possibilidade "carmica" em ser ajudado, pois as vezes, ajudá-lo, fará com que o mesmo cometa mais "carma". Karma em sânscrito é literalmente "ação". O Bhagavad Gita explica detalhadamente sobre o assunto. Em relação a Vontade Divina, Caitanya Mahaprabhu afirma " Acintya-bhedabheda tattva se refere à conclusão (tattva, siddhanta)que Sri Caitanya e seus seguidores (Rupa, Sanatana e Jiva Gosvamis) chegaram sobre a natureza da Verdade Absoluta. Significa que simultaneamente há diferenças (bheda- dvaita) e não-diferença (abheda - advaita) entre Krishna (Visnu) e suas diferentes energias (a energia espiritual, a energia material e as almas) e que essa contradição não pode ser conciliada, pois está além da razão {acintya} - Sempre haverá "suposições" limitadas das Leis Cósmicas, mas isso, somente um Ser Ascencionado pode confirmar, o que não deve ser permitido, pois o "não saber" a "inconsciência" faz parte do "teste" que é, estarmos encarnados para criar e despertar a consciência aqui nesse plano. Rey Biannchi www.reybianchi.com.br

    ResponderExcluir
  10. CARMA E "GRAÇA" -
    Carma é apenas uma Lei de Causa e Efeito. O Universo funciona com base na Mecânica Quântica, onde o elétron muda de acordo com o observador, no nível microcósmico. Isso depende também do poder do observador em conseguir também, no nível macrocósmico, conseguir materializar o que pensou, sentiu ou falou. Fiat Lux! Faça-se a Luz e ela foi feita imediatamente! Isso pelo Divino, pela Presença Eu Sou. Em relação aos seres evoluídos, os Mestres Ascensos estão acima da Lei, acima do Carma em vários aspectos, mas não interferem diretamente em nada da nossa vida, se não houver pedido(oração, reza) de ajuda por parte de um ser humano encarnado, e que esse ser humano que pediu tenha também uma possibilidade "cármica" em ser ajudado, pois as vezes, ajudá-lo, fará com que o mesmo cometa mais "carma". Karma em sânscrito é literalmente "ação". Quantas pessoas transcendem o carma em algumas situações, que nem imaginamos? E a "Graça Cósmica Divina", quando sabemos onde e ela atua ou está atuando? Leis Cósmicas variam de planeta, tempo cronológico, galáxia, dimensão. São muitas variáveis. E o aspecto KYO, do daimoku? Não é aí o elemento místico transcendendo e alterando o carma? Os milagres na verdade são estritamente dentro das Leis Divinas, só que DESCONHECEMOS essas Leis que são acima das Leis que regem esse pequeno planeta. O problema do ser humano é quer, pela mente limitada, biológica, entender o DIVINO ILIMITADO!
    O Bhagavad Gita explica detalhadamente sobre o assunto. Em relação a Vontade Divina, Caitanya Mahaprabhu afirma " Acintya-bhedabheda tattva se refere à conclusão (tattva, siddhanta)que Sri Caitanya e seus seguidores (Rupa, Sanatana e Jiva Gosvamis) chegaram sobre a natureza da Verdade Absoluta. Significa que simultaneamente há diferenças (bheda- dvaita) e não-diferença (abheda - advaita) entre Krishna (Visnu) e suas diferentes energias (a energia espiritual, a energia material e as almas) e que essa contradição não pode ser conciliada, pois está além da razão {acintya} - Sempre haverá "suposições" limitadas das Leis Cósmicas, mas isso, somente um Ser Ascencionado pode confirmar, o que não deve ser permitido, pois o "não saber" a "inconsciência" faz parte do "teste" que é, estarmos encarnados para criar e despertar a consciência elevada aqui nesse plano. Rey Biannchi www.reybianchi.com.br

    ResponderExcluir
  11. Karma, além de ser uma palhaçada, é uma ação das trevas. Qualquer um que usar um pouquinho da inteligência perceberá o que tenho dito.

    ResponderExcluir
  12. Caro professor, cometa alguns homicídios, ou sugira abortos ou algo parecido e pense q vai ficar impune..só isso. Te garanto q nesta vida ira passar a acreditar em karma.. não só pela justiça mundana mas tb pelas leis universais..

    ResponderExcluir
  13. Caro Anônimo. Não publico posts anônimos, mas o seu eu resolvi publicar devido à sua sapiência sobre o karma. Pelo que vejo, vc já deve ter praticado algum desses crimes e se complicou com o seu (suposto) karma. Torço para que os mestres ascencionados lhe protejam. Abraço.

    ResponderExcluir

Ao comentar, coloque seu nome e a localidade.