O governo invisível

Dentre as várias teorias conspiratórias já conhecidas pela grande massa populacional, existe uma que fala sobre um suposto governo invisível o qual controla o nosso mundo por inteiro. No meio destas ideias estranhas, muitas são obras meramente da imaginação fértil. Porém, outras são merecedoras de crédito.

No meio dessas ideias, há aquelas cujos propósitos são sérios, embora pouco ortodoxos. Mas há também as que se aproveitam do medo e da insegurança de muitos humanos no tocante à sua sobrevivência em nosso planeta, e apresentam propostas muito bizarras.

Mas, sobre essas intenções ruins, falarei depois. O que eu quero chamar a atenção aqui é para o fato de existir, verdadeiramente, um governo invisível em nosso planeta. Aplicadamente, não se trata de um governo no sentido político da palavra, mas sim de membros de uma espécie de conselho-maior sob o qual estão diversos outros conselhos os quais coordenam tarefas como: desencarne e encarnação, mudanças climáticas, catástrofes, alterações políticas e ideológicas, entre outras.

Incrivelmente, cada ser pertencente ao planeta Terra tem uma missão específica que desempenha consciente ou inconscientemente. Desde a bactéria até o homem, todos os seres vivos, antes de existirem na 3D, recebem uma programação x ou y a ser desenvolvida. Neste caso, não importa se tal programação irá construir ou destruir (em nosso conceito) projetos, civilizações, culturas, comportamentos, saúde, etc. Isso, para os construtores, é o de menor importância. Pois tudo tem uma razão de ser, e o que significa construção para uns representará destruição para outros, e vice-versa.

Num de seus textos, William Shakespeare disse que havia mais mistérios entre o céu e a terra do que sonhava a vã filosofia. E ele não estava errado. Se as pessoas soubessem o que se esconde por detrás do véu de mistérios e segredos que fazem a humanidade ser o que é, ou fazer o que faz, talvez o nosso modelo existencial perdesse todo o sentido e eficácia para manter-nos encarnados.

O governo invisível que mencionei não interfere diretamente em nossos planos, pois tudo o que a humanidade é, e será, já está traçado há trilhões (ao infinito) de anos. Estes seres denominados humanos são experimentos para o GI e visa a buscar uma melhoria na sua forma de absorver e expandir energia. No momento, os humanos perdem mais energia do que produzem na dimensão intracelular. Numa análise simplória, é como se estivéssemos em fase de testes laboratoriais nos quais os cientistas pretendem atingir um patamar interativamente quantificado pelos propósitos dos senhores do Conselho Supremo.

Enquanto somos "esquecidos" pelos governantes invisíveis, recebemos visitas de seres de agências menores (provenientes de outros universos e galáxias), os quais vêem a humanidade como um excelente manancial na realização das suas experiências núcleo-atômicas, que buscam hibridizar a nossa composição matricial com a deles e, com isso, surgir outra modalidade de consciências em nossa galáxia (física e astral). Isso já ocorreu entre diversas entidades e continua a ocorrer em muitos mundos atacados/conquistados por seres diferentes.

Na Terra, temos os exemplos dos ETs - Águia (Egito), Gafanhotos e Reptilianos (Oriente Médio e Ocidente), ETs aquáticos (oceanos e mares) e astronautas e zetas (interdimensionais). O Grande Conselho sabe destas interferências e permite que isso ocorra para descobrirem aonde isso vai chegar. Isto é, o que vai surgir depois destas misturas e qual raça vai permanecer estruturalmente intacta.

Já li ou ouvi alguma coisa sobre o seguinte pensamento: "nem uma folha da árvore se move, se não for pelo poder de Deus". Esta afirmativa não está de todo errada e tem grande fundo de verdade. Vou tentar explicar, mais ou menos, como a coisa acontece.

O conselho supremo não se preocupa e nem autoriza a queda de uma folha, porque ele fez a planta para que dela caíssem folhas. Portanto, elas caem, impreterivelmente, aos montes. O grande conselho também não está preocupado com cada ato do ser humano, porque o GI sabe exatamente quem é quem, o que alguém faz ou pode vir a fazer em nível construtivo, ou destruidor, contra os parâmetros vibracionais desta dimensão.

Somos o que somos tanto física quanto energeticamente. Temos a porção da força divina em nós e isso nos faz programas instalados no grande computador central. Se, por alguma razão, tendemos a fugir da programação original, uma luzinha amarela acende lá em cima e os construtores se voltam para ela a fim de saberem o que está acontecendo e como poderão resolver tal alerta. Significa dizer que somos monitorados 24 horas por dia e temos todos os pensamentos e ações analisadas diuturnamente. Porém, por toda a eternidade, há pouca intervenção do Grande Conselho em nossas vidas.

Outra razão para os conselheiros não intervirem em nosso projeto principal está relacionada ao seu poder de fazer tudo voltar ao que era antes. Dessa forma, eles apenas estudam tais ações e percebem quando é chegada a hora de agir para inibir "desmandos insistentes". Isso pode levar bilhões ou trilhões de anos terrestres. Convém dizer que o projeto humanóide é relativamente jovem diante da eternidade do tempo.

Tudo o que foi dito aqui não é, e não deve ser surpresa para ninguém, já que estamos em constante contato com esta realidade, principalmente durante o sono, ou através dos nossos pensamentos, desejos, emoções e sentimentos do dia-a-dia. O que parece complexo entender é a maneira como tudo se processa em nossa vida, pois ela parece ser tão óbvia e objetiva em seus propósitos: nascer, crescer, reproduzir e morrer. A isso, eu acrescento: nascer, interagir, crescer, influenciar, intervir, subordinar-se, controlar e morrer.

Por mais óbvia que pareça a existência (para alguns), todos os seres cumprem o seu papel na imensa ação da mente de Deus. Todos contribuem para que este grande sistema funcione de acordo com as leis programadas pelos senhores invisíveis. Para estes senhores, a Terra é uma célula cheia de habitantes em seu fluxo, os quais dão vida a ela para que ela também dê vida ao organismo maior conhecido como corpo universal. Imagine o corpo físico e seus bilhões de células, cada uma com seus habitantes e organismos, e você entenderá o que estou a dizer.

Autor: Gesiel Albuquerque

Comentários

  1. LÍ SEU ARTIGO "GOVERNO INVISIVEL" MUITO INTERESSANTE, SÉRIO, DESPIDO DE FUNDAMENTALISMOS. PARABENS!

    YVONEPESSOA - dra em Física.

    meus blogs - Mergulho no universo:
    pessoayvone.blogspot.com
    pinturasepaisagens.blogspot.com
    pessoayvone.wordpress.com

    ResponderExcluir
  2. SOBRE SEU TRABALHO "GOVERNO INVISIVEL" BELO E SÉRIO TRABALHO, DESPROVIDO DE FUNDAMENTALISMO E DOGMAS. AMEI.

    VEJA MEUS BLOGS
    PESSOAYVONE.BLOGSPOT.COM
    PINTUASEPAISAGENS.BLOGSPOT.COM
    PESSOAYVONE.WORDPRESS.COM

    YPESSOA -DRA. EM FÍSICA - CANADA

    ResponderExcluir
  3. MUITO BOM SEU TRABALHO, ISENTO DE FUNDAMENTALISMOS.
    YPESSOA - DRA. EM FÍSICA CANADA

    ResponderExcluir
  4. YPessoa, obrigado e volte sempre. Sua contribuição é bem-vinda.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Ao comentar, coloque seu nome e a localidade.

Postagens mais visitadas deste blog

Rodrigo Romo é uma farsa

Esclarecimentos enviados por Rodrigo Romo

Anjos, deuses e equívocos