Quando quiseres modificar o teu mundo

Querida alma, ao procurares por Deus nos espaços que te circundam, não te esqueças de buscá-lo nas tuas ações, pensamentos e sentimentos que abundam o teu ser. Quando estiveres dormente de ódio e rancor por não terdes tido a resposta esperada para os teus pedidos, senta, aguarda e lembra o quanto outros não são atendidos e nem por isso se entregam ao veneno das emoções doentias.

Alma querida, tu és viajante dos tempos e ocupante dos milhões de universos disponibilizados por Deus. Em cada palco, encenas peças diferenciadas a fim de aprender com as experiências um pouco de integralidade energética das partículas e como as energias determinam tuas missões em cada sistema. Ah, Alma sentida! Quando choras, teu Deus chora em ti e se manifesta por ti em todos os recantos da criação. Não és daqui, alma amiga! Estás em todos os caminhos, aparentemente sozinha, porém sempre acompanhada pelos soldados dos céus.

Quando quiseres modificar o teu mundo, modifica primeiramente o teu universo interior e cuida para que, nas vivências, não te comprometas além do que é necessário e cabível. Não agridas e não te deixes agredir; ame incondicionalmente a vida como se estivesses profundamente apaixonado por ti, apesar de a vida nem sempre se apresentar tão clara e definida para alguns.

Tu não precisas das respostas amigas para exercer as tuas habilidades de amar. Não precisas, também, de mostrar ao mundo o que sentes e nem te vinculares ao alvo da tua bemqueirança. Ah, querida alma! Se tu pudesses sentir o verdadeiro amor cósmico, saberias o quão maravilhoso é amar, sem se sujeitar.

Reclamas da cruz pesada e mal tratada pelas constantes quedas, mas nem te dás conta das tamanhas oportunidades que tivestes para não carregá-la, e nem seres amarrados, pregados e abandonados nela. Não queiras este fim, e nem te preocupes com o começo. Segue a tua jornada, alma amiga, e não te abales pela gravidade que te põe no chão. Soergue-te, jubila-te, esforça-te e anda.

Alma sedenta, tuas fases estão programadas e por ti acordadas para o cumprimento de propósitos que te servirão mais tarde. Se te atacam é porque a mente divina quer testar as tuas forças. Se te vilipendiam é porque sabem do teu poder e da tua missão.

Por isso, não deixes de caminhar de cabeça erguida, sabendo que Deus e seus anjos velam por ti e te querem bem. Não hora certa, intercederão a teu favor e te levarão ao altar dos justos para que gozes o merecido descanso e recompensas.

Autor: Gesiel Albuquerque

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Esclarecimentos enviados por Rodrigo Romo

Rodrigo Romo é uma farsa

Anjos, deuses e equívocos