domingo, 13 de fevereiro de 2011

O mito da Fênix

A fênix é um enorme pássaro da mitologia grega que, ao morrer, entrava em autocombustão e, passado algum tempo, renascia das próprias cinzas. Outra característica da fênix é a capacidade de transportar em voo cargas muito pesadas, havendo lendas nas quais chega a carregar elefantes.
[...]
A origem desta Ave vem dos desertos da Líbia e da Etiópia. Seu nome provém do grego “phoinix” que significa “vermelho”. A Fênix foi considerado por gregos e egípcios como um semideus, e segundo a lenda, este ser se consome em suas próprias chamas a cada 500 anos, para mais tarde renascer de suas delas como uma fênix jovem e nova.

Trata-se de uma ave considerada o mais belo de todos os animais fabulosos, simbolizando a esperança e a continuidade da vida após a morte. Revestida de penas vermelhas e douradas as cores do Sol nascente, possuía uma voz melodiosa que se tornava triste quando a morte se aproximava. A impressão que a sua beleza e tristeza causavam em outros animais chegava a provocar a morte deles.

O mito em geral, muito popular no Egito, diz que ela era única. Portanto, para assegurar sua descendência, quando sentia a proximidade da morte, fazia uma espécie de ninho com plantas aromáticas e ervas mágicas e, após atear-lhe fogo, instalava-se em seu centro. Das cinzas surgia uma nova Fênix, que transportava os restos do ninho para a cidade de Heliópolis, no Egito. Ali era adorado o deus Sol, Hélios, de quem, segundo uma versão, a ave era a encarnação.

Fonte:http://www.plox.com.br/caderno/bichos/f%C3%AAnix-o-enorme-p%C3%A1ssaro-da-mitologia-grega

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ao comentar, coloque seu nome e a localidade.