O sonho de Diego foi ao chão: o Brasil caiu também.


PEQUIM (China) – Quatro anos atrás foi Daiane dos Santos. Dois pousos desequilibrados e o fim do sonho do ouro olímpico em Atenas. Hoje, no National Indoor Stadium de Pequim, o pesadelo tomou conta de Diego Hipólito.
Parece sina.
Tudo estava indo bem. No tablado, depois do terceiro movimento, Diego sorriu, seguro de seu desempenho. Mas a última seqüência, um duplo twist grupado, colocou tudo a perder.
Na sexta-feira, no treino último, Diego e o técnico, Renato Araújo, decidiram por esse movimento ao invés do "Hypólito", que é o duplo twist carpado, mais arriscado.
Não deu certo.
"Ele nunca cometeu esse erro antes", jurou o treinador de Diego.
Mas o ginasta acabou caindo.
Como a queda, ruiu o sonho do ouro olímpico. Era o movimento perfeito para encerrar a apresentação, igualmente perfeita.
O bronze já teria sido uma grande decepção; foi o que ambos comentaram na manhã deste domingo, aqui em Pequim. A sexta posição, então, foi um golpe duro demais para o bicampeão mundial.
"Não acredito que estou no chão". Foi isso que um estupefato Diego Hypólito falou para si mesmo assim que terminou o movimento. Levantou-se completamente sem graça, mão direita na cabeça... bem, o resto a televisão mostrou.
Mas não mostrou este andreense sentado numa das cadeiras de plástico reservadas para os atletas ao lado do tablado. Não viu mais nada do que aconteceu. De lá não saiu até a competição terminar e acabar com o chinês Kai Zou com o ouro, o espanhol Gervasio Deferr com a prata e o russo Anton Golotsutskov com o bronze.
Araújo, que o conhece há 12 longos anos, respeitou o momento de seu ginasta. Nas poucas vezes que passou por perto de Diego, apenas olhou para ele, sem dizer nem uma palavra sequer. Apenas ouvia. E sempre a mesma frase:
"Não acredito, não acredito, não acredito", repetia Diego.
Matéria retirada do site: http://ultimosegundo.ig.com.br/olimpiada/modalidades/ginastica/2008/08/17/movimento_perfeito_tira_medalha_de_ouro_de_diego_hypolito_1571797.html, em 17 de agosto de 2008.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Rodrigo Romo é uma farsa

Esclarecimentos enviados por Rodrigo Romo

Anjos, deuses e equívocos